3 motivos para comprar criptomoedas em queda

Está pensando em comprar criptomoedas em queda? Nesse conteúdo você encontra as informações necessárias para aproveitar esse momento do mercado cripto.

Equipe Coinext
8/4/2022
3 motivos para comprar criptomoedas em queda
Compre as principais criptomoedas com segurança.
Abra sua conta grátis. Faça um Pix. Comece em instantes.
Começar

Ao realizar investimentos de alta volatilidade como os criptoativos, é preciso se acostumar a lidar com oscilações de preço, o que inclui tanto grandes altas quanto contextos de criptomoedas em queda.

Muitas vezes as correções ou tendências de baixa são esperadas, e movimentos como esses não excluem a possibilidade de lucro a longo prazo, nem o futuro promissor do mercado cripto.

E mais do que acostumar-se, é importante estar preparado para tirar proveito até mesmo de cenários negativos para melhorar sua estratégia, e vamos te mostrar como isso é possível.

Continue lendo para entender por que comprar criptomoedas em queda pode ser positivo e quais são os principais erros cometidos por investidores nesses momentos, para que você saiba como evitá-los.

Neste artigo, você confere:

  • 3 motivos para comprar criptomoedas em queda
  • O que leva às quedas de criptomoedas?
  • Principais erros de investidores em momentos de queda

3 motivos para comprar criptomoedas em queda

Manter a paciência e o emocional firme para suportar as perdas de curto prazo, enquanto se espera pelos lucros futuros, é um desafio e tanto. 

Mas a partir do momento que você adquire mais conhecimento sobre a dinâmica de mercado e entende melhor os ativos nos quais investe, é sim possível avaliar com mais calma os contextos de queda, abrindo-se uma janela de oportunidades.

Por isso, destacamos 3 motivos que irão te ajudar a entender por que comprar criptomoedas em queda pode ser interessante.

Atenção: essa lista não é e não deve ser interpretada como recomendação de investimento. Antes de realizar qualquer operação, considere seu perfil de investidor e sua própria estratégia, analise o mercado e entenda todos os riscos envolvidos.

1. No longo prazo, os fundamentos não mudam

Quem compreende realmente os motivos pelos quais o ativo no qual investe foi criado, assim como seu potencial, tem menos chances de se abalar por uma movimentação momentaneamente negativa e de tomar decisões equivocadas. Por isso, em momentos de queda, a análise fundamentalista faz toda a diferença.

Para entender a importância dessa análise, basta olharmos para o Bitcoin, criptomoeda pioneira e líder do mercado cripto. Pela maneira como foi desenvolvido, considerando sua Blockchain e o processo de Halving, a tendência é que suas transações continuem cada vez mais seguras, e que a moeda fique mais escassa e descentralizada com o tempo.

Dada essa característica deflacionária e escassez, o BTC passou até mesmo a ser visto como potencial reserva de valor diante da alta inflação presente em muitos países, levando mais pessoas a segurarem o ativo.

E quem conhece bem a moeda entende que esses fundamentos continuam firmes, ou seja, suas características e qualidades seguem as mesmas, independentemente de momentos de queda.

Isso fica mais evidente quando fazemos uma comparação histórica da performance do Bitcoin, em que as baixas acabam sendo ofuscadas por grandes valorizações e, no longo prazo, o horizonte de ganhos se mantém.

Performance do Bitcoin entre 2010 e 2021, em 2021 a cripto chegou a valor mais de 330 mil reais.

Além disso, o indicador HODL Waves demonstra que cada vez mais traders experientes têm acumulado Bitcoin, e que a cada ano que passa, o número de investidores que seguram o BTC por períodos superiores a um ano aumenta, mostrando otimismo sobre o lucro a longo prazo.

Fato é que não se pode afirmar o que dará certo futuramente, mas quem investe em ativos sólidos tem mais chances de experimentar um futuro promissor. E além de Bitcoin e Ethereum, existem outras criptomoedas com bons fundamentos ganhando espaço no mercado cripto.

Sendo assim, esse mercado tem potencial para expandir ainda mais, com a tecnologia em constante evolução e com a crescente adesão da sociedade em diferentes esferas.

2. Oportunidades de comprar na baixa

Com os fundamentos claros e entendendo que a volatilidade é característica intrínseca aos criptoativos, o investidor consegue manter a calma em períodos de baixa no mercado, enxergando o momento como uma oportunidade e não como o fim das criptomoedas.

Nesse sentido, comprar criptomoedas em queda é uma oportunidade de aproveitar os preços mais baixos para fazer mais aportes parciais dos ativos nos quais você acredita e assim melhorar seu preço médio e ampliar a carteira.

Isso não significa alocar tudo o que você suporta de uma única vez, mas sim ter o cuidado de realizar pequenos aportes de maneira consciente, já que não é possível prever exatamente até que ponto o ativo vai continuar caindo ou subir logo em seguida. 

Então, resguarde-se e lembre-se de se manter fiel à sua estratégia, e não se esqueça de considerar também os aportes mensais que você já tenha estipulado.

Você consegue entender essas oportunidades? No vídeo abaixo, você entende se vale a pena investir em momentos assim:

3. Diversificação da carteira de investimentos

Montar uma carteira de investimentos diversificada é uma forma de se preservar e de minimizar riscos. 

Ao alocar partes menores de seu patrimônio em diferentes criptoativos, você evita ficar suscetível às variações de apenas uma criptomoeda e consegue mais espaço para driblar a volatilidade comprando e vendendo de maneira alternada.

Logo, em momentos de criptomoedas em queda, você tem a chance de comprar na baixa uma nova cripto que você considera interessante para sua estratégia e que antes estava mais cara, diversificando sua carteira de investimentos.

Quedas de criptomoedas: principais causas

Entender bem a dinâmica de mercado e por que certos movimentos ocorrem é um conhecimento essencial para fazer melhores análises antes de realizar uma operação. 

Para tomar decisões conscientes e mais assertivas durante períodos de baixa, é preciso saber reconhecer quais motivos podem ter levado aos baixos preços observados, para ter uma noção dos próximos movimentos prováveis.

A seguir, explicamos as principais causas que podem influenciar as quedas de uma criptomoeda:

Mercado em momento de correção

Os períodos de correção do mercado geralmente ocorrem após uma alta significativa das criptomoedas, e apesar de assustar muitos investidores, é um movimento completamente normal, pois acontece de modo a ajustar os preços dos ativos para o mais próximo do padrão.

A correção ocorre porque, nesses momentos de grande valorização, muitos investidores retiram parte dos lucros obtidos, o que representa uma força vendedora superior à força compradora, ou seja, há mais pessoas vendendo seus criptoatvios do que comprando. 

Essa pressão de venda no mercado é a responsável pela queda dos preços de volta à normalidade, que pode ser chamada de correção.

Fatores externos

O preço de uma criptomoeda pode ser impactado tanto por fatores internos, como problemas na rede à qual a moeda está atrelada, quanto por fatores externos, como notícias que afetam o mercado em geral.

Os fatores externos incluem notícias e opiniões de pessoas influentes no mercado de criptoativos através das redes sociais. 

Um dos exemplos mais recentes que evidenciam esse impacto são os tuites do bilionário Elon Musk, que alavancaram o preço de uma das principais meme coins do mercado, a Dogecoin, que hoje ocupa as primeiras colocações do ranking das maiores criptomoedas em capitalização de mercado. Do mesmo modo, comentários como esses podem também derrubar o preço de um ativo.

Outro fator importante que interfere fortemente no mercado em geral são os momentos de crise no cenário global, como o início da pandemia do coronavírus em 2020 e a guerra na Ucrânia em 2022.

Problemas enfrentados pelos projetos

Hoje existem inúmeras criptomoedas atreladas a diferentes projetos de Blockchain, cuja performance é diretamente impactada pelo desenvolvimento dos trabalhos que as originaram. Logo, se um projeto vai mal, muito provavelmente o preço de sua criptomoeda também irá cair.

Esse impacto negativo pode ocorrer quando são apresentadas falhas de rede, por exemplo, e vai depender da forma como a equipe de desenvolvedores lida com o problema para resolvê-lo da melhor maneira e o mais rápido possível.

Diferentemente do Bitcoin, que foi lançado sem nunca revelar a identidade de seu criador, conhecido apenas pelo pseudônimo Satoshi Nakamoto, outras grandes redes descentralizadas foram desenvolvidas por pessoas e instituições identificadas.

Nesse caso, não apenas falhas no funcionamento da rede podem abalar o preço das criptomoedas de projetos como esses. Posicionamentos e decisões dos próprios desenvolvedores também afetam a forma como a comunidade enxerga esses ativos e, consequentemente, seu interesse sobre eles em um determinado momento.

Principais erros de investidores em momentos de queda

Agora que você já entende por que as quedas no mercado cripto tendem a ocorrer, pode se preparar para lidar melhor com cenários negativos a curto prazo. Veja abaixo os principais erros cometidos por investidores em momentos de baixa e o que fazer para evitá-los:

Vender toda a carteira

Compreender a lógica dos investimentos vai muito além de interpretar números e gráficos, e envolve também as emoções e estado psicológico dos investidores, visto que são seres humanos que estão por trás das carteiras e das negociações de ativos nas corretoras.

Justamente pelo fator emocional, durante correções ou em tendências de baixa, é comum vermos investidores, sobretudo os menos experientes, se desfazendo de suas posições e preocupados em vender rapidamente os ativos, como tentativa de driblar a queda no preço.

Muitas vezes isso está atrelado ao efeito manada, em que vários investidores tomam decisões parecidas influenciadas pelas ações da maioria, como uma tentativa de se confortar ou por medo de enfrentar a situação sozinhos. 

Como consequência, tem-se cenários de euforia no mercado, refletindo nos preços mais altos dos ativos, ou cenários de pânico generalizado, que podem causar quedas bruscas nos preços. 

Na maioria das vezes, uma decisão generalizada como essa não faz sentido para a situação pessoal de cada um e pode levar a escolhas equivocadas. Por isso vender toda a carteira em momentos de grandes baixas é um erro comum.

Tomar uma decisão extrema em um momento tão tenso e instável entre investidores é uma escolha feita muito mais na emoção do que na razão, e pode jogar fora toda sua estratégia construída até então.

Nesses casos, o indicador Fear & Greed Index – Índice de Medo e Ganância, que expressa a percepção dos investidores sobre o mercado financeiro – pode ser um bom aliado. Quando ele demonstrar medo extremo dos investidores, atente-se e analise o cenário da maneira mais fria possível, e evite tomar decisões extremas.

Acreditar em previsões sem fundamentos

É comum surgir em períodos de queda novas criptomoedas sem fundamentos e segurança para lucrar com especulação a curto prazo. É nesses casos que investidores podem acabar cometendo o erro de investir em uma criptomoeda nova, sem bases sólidas. 

Se quiser ir além de BTC e ETH, faça uma análise minuciosa entre as altcoins e pesquise bem seus fundamentos, funcionamento e histórico.

Além disso, é preciso cautela também ao se deparar com notícias sensacionalistas sobre o mercado de criptomoedas em queda, pois manchetes decretando a “morte” do Bitcoin sem base alguma só servem para prejudicar o emocional de investidores.

Portanto, crie um filtro sobre o que realmente pode afetar seu investimento e como absorver informações que sejam de fato úteis para sua tomada de decisão.

Não seguir a estratégia de investimento

Por fim, mas extremamente importante, é preciso reforçar que é fundamental ser fiel à sua estratégia de investimento em todas as horas. 

Portanto, não vai ser sempre que os preços caírem que você irá comprar criptomoedas, nem vendê-las porque os demais investidores estão fazendo o mesmo. Toda decisão a ser tomada deve ser coerente com seu perfil de investidor, sua estratégia e sua própria realidade.

Não há motivos para se desesperar e disparar diversas ordens por medo de perder uma determinada oportunidade, como se ela fosse única e não tivesse a chance de se repetir, visto que o mercado é cíclico.

Lembramos que investir não significa simplesmente lucrar do dia para a noite. É preciso tempo e dedicação. 

Quem se planeja com assertividade e disciplina corre menos risco de cometer erros até mesmo nos contextos negativos, e consegue observar com mais clareza as oportunidades de crescimento em meio às adversidades, com a devida consciência.

Investir com segurança e informação é mais fácil ainda com uma corretora como a Coinext. Aqui você encontra todo o suporte necessário para comprar criptomoedas em queda e conteúdos educativos sobre o mercado cripto no nosso Blog e Youtube, para que você possa fazer seus investimentos com mais confiança. Abra sua conta grátis!

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Compre Bitcoin e outras moedas com segurança.
Abra sua conta grátis. Faça um Pix. Compre em instantes.
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Mais nesta categoria
CONTEÚDO PRODUZIDO POR
Essas análises são de responsabilidade da Mercurius e não são uma recomendação de investimento.
Assine nossa newsletter e receba conteúdo toda semana
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo comunicações no meu e-mail
Obrigado! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Oops! Revise seu email e insira um válido.
Concorra a Bitcoins e R$10.000 em prêmios!
Participe da Promoção Indique e Ganhe. Compartilhe seu link de afiliados com amigos e concorra automaticamente.
SAIBA MAIS
Feedback