Super Semana Cripto | 16 a 20 de abril | Inscreva-se

As 7 criptomoedas mais valorizadas em 5 anos: Veja análise

Saiba quais são as criptomoedas mais valorizadas dos últimos 5 anos e confira a análise detalhada de como foi o desempenho histórico desses ativos.

Equipe Coinext
Última atualização:
15/3/2024

Saber quais são as criptomoedas mais valorizadas é uma forma de entender o mercado cripto, conhecer suas tendências e saber identificar oportunidades futuras para planejar melhor seus investimentos.

Nesse sentido, dados como esse servem para entender o histórico de cada criptomoeda e complementar uma análise fundamentalista de ativos e seus respectivos projetos.

Por isso, hoje trazemos a lista das criptos mais valorizadas dos últimos 5 anos, junto com uma análise da performance de cada ativo ao longo desse período. Continue lendo para saber:

  • Quais as criptomoedas mais valorizadas dos últimos 5 anos
  • Histórico de preço das criptos mais valorizadas
  • Desempenho do Bitcoin e das maiores criptos nos últimos 5 anos

Quais as criptomoedas mais valorizadas dos últimos 5 anos?

Antes de seguir, vale destacar que o bom desempenho de uma criptomoeda no passado não garante valorização futura.

Além disso, mesmo que em um panorama mais amplo uma criptomoeda tenha boa valorização, pode ser que, no momento atual, o cenário não esteja tão favorável para aquele ativo.

Portanto, ao fazer sua própria análise, lembre-se de considerar as informações aqui apresentadas junto a notícias e dados atualizados sobre cada criptomoeda.

Por fim, lembramos que este conteúdo não é uma recomendação de investimento. Parta sempre de seu perfil de investidor e planejamento individual antes de realizar a compra de um criptoativo.

Com isso em mente, vamos à lista das criptomoedas mais valorizadas nos últimos 5 anos, entre o top 50 em maior capitalização de mercado. São elas:

  1. Cosmos (ATOM): +64.985,14%
  2. Binance Coin (BNB): +23.309,04%
  3. Decentraland (MANA): +6.971,32%
  4. Dogecoin (DOGE): +5.864,30%
  5. Chainlink (LINK): +2.750,39%
  6. Tron (TRX): +2.457,70%
  7. Cardano (ADA): +1.327,85%

Fonte: dados do Coin360 em 27 de outubro de 2022.

Vale lembrar que, em outubro de 2017, alguns desses projetos estavam apenas e seus estágios iniciais. Isso também colabora para uma valorização tão alta nesse período frente a outros projetos mais antigos, mas que hoje possuem uma cotação mais alta, como o próprio Bitcoin.

A seguir, você encontra mais informações sobre cada uma das criptomoedas dessa lista:

1. Cosmos (ATOM)

ATOM é o token nativo da plataforma de Blockchain chamada Cosmos. A Cosmos é um projeto que permite a criação de redes e aplicativos descentralizados (Dapps) capazes de se conectar e comunicar.

O propósito por trás do projeto é oferecer uma solução não apenas para o problema da lentidão das Blockchains, mas também facilitar a troca de informações entre essas redes.

Dentro desse ecossistema, a moeda ATOM serve para pagamentos das taxas de rede, participação do programa de governança da comunidade e para fazer staking, uma forma de gerar renda passiva com criptomoedas enquanto contribui para a segurança da rede.

Desempenho histórico de ATOM

Em 2017 foi realizada a primeira oferta inicial do token por um valor de cerca de US$0,10 por ATOM. Já no final do primeiro trimestre de 2019, a criptomoeda estava cotada a US$3,7.

O grande primeiro pico de valorização do ATOM veio em fevereiro de 2021, quando chegou a subir 100% em uma semana. No dia 16 de fevereiro, o ATOM foi negociado a US$25,17.

Naquele momento, Cosmos começava a chamar mais atenção de investidores, principalmente por seus fundamentos e anúncio de novidades que traziam mais utilidade para o token ATOM.

A alta histórica da criptomoeda aconteceu em 26 de outubro de 2021, em meio à grande euforia presente em todo o mercado cripto. Nessa data, o ATOM alcançou o preço de US$42,89.

A moeda corrigiu nos meses seguintes e, em janeiro de 2022, o ATOM chegou novamente no patamar de US$42, mas acabou caindo novamente junto à queda de todo o mercado no inverno cripto de 2022, que segue até este momento.

No final de outubro de 2022, ATOM está cotado a cerca de US$13 (R$70).

2. Binance Coin (BNB)

A Binance Coin foi criada em 2017 pela corretora privada Binance para servir como um token de utilidade.

A cripto foi criada na rede Ethereum e surgiu com o objetivo de oferecer vantagens aos usuários da corretora, principalmente nas taxas de negociação.

Com o tempo, a BNB foi ganhando novas funcionalidades e deixou de ser apenas um token de utilidade para possuir sua própria Blockchain, a Binance Smart Chain (BSC).

Atualmente, a rede BSC está focada em oferecer uma estrutura para desenvolver contratos inteligentes e Dapps.

O desenvolvimento relativamente mais centralizado do projeto permitiu que a rede evoluísse bem rápido, e rapidamente a BNB alcançou o topo das criptomoedas em capitalização de mercado. Atualmente, ocupa a 4ª posição no ranking.

Como foi o histórico de valorização da BNB

A BNB começou a ser negociada a aproximadamente US$0,11 no final de 2017. Após superar os US$20 na alta do mercado de 2017, a BNB seguiu em tendência de lateralização, cotada na faixa dos US$10 e US$20.

Uma grande valorização veio em 2020, quando a BNB subiu para US$40. E a partir de então, a Binance Coin alcançou os incríveis US$670 em maio de 2021, graças ao crescimento da adoção da rede. Esse aumento corresponde a uma alta de 1725% em pouco mais de 6 meses.

Em 2022, a BNB também vem sofrendo com o inverno cripto. O token atingiu o preço mais baixo do ano na metade de junho, quando caiu para US$196.

Nas semanas seguintes, a BNB iniciou um movimento de reversão de tendência e os últimos meses até setembro foram de recuperação para o ativo.

Desde então, a moeda segue em lateralização, negociada na faixa entre US$260 e US$290 até final de outubro.

3. Decentraland (MANA)

Decentraland é um metaverso onde as pessoas podem interagir por meio de jogos, desafios, exposições de arte e negociar terrenos virtuais.

MANA é o token utilizado para as negociações nesse universo digital. Além de moeda de troca, o ativo funciona como token de governança. Nesse vídeo, você entende com mais detalhes o que é Decentraland:

Histórico de preço de MANA

MANA teve uma oferta inicial de US$24 milhões realizada em 2017. Já o mundo virtual foi lançado em 2019 e aberto ao público em fevereiro de 2020. Naquele período, MANA era negociado por volta dos US$0,03.

À medida que o universo foi expandindo e atraindo mais usuários, seu preço foi aos poucos acompanhando esse crescimento e MANA fechou 2020 valendo US$0,07.

Foi em 2021 que o token teve sua maior valorização, atingindo US$1,5 em abril e um novo pico de US$5 em novembro, o maior patamar alcançado pelo ativo.

Desde então, MANA vem sofrendo as consequências do inverno cripto, que afetou também o universo dos game tokens. Em outubro de 2022, a cripto está cotada a US$0,66 (R$3,48).

4. Dogecoin (DOGE)

A Dogecoin é uma “meme coin”, como são chamadas as criptomoedas baseadas em um meme, ou seja, que surgiram a partir de uma piada da internet. No caso da Dogecoin, estamos falando do popular meme "doge", relacionado à raça de cães japonesa Shiba Inu.

As meme coins podem até possuir uma boa estrutura, mas geralmente são criadas sem o objetivo de se tornar uma referência no mercado e por isso não costumam apresentar documentação e um roteiro de desenvolvimento muito bem definido.

Assista ao vídeo e entenda se pode valer a pena investir nessa moeda meme:

O que está por trás da valorização da Dogecoin?

Em 2014, a DOGE era negociada pelo um valor muito baixo. A súbita e impressionante valorização de Dogecoin só ocorreu em 2021, mas esse crescimento não possui um motivo muito claro.

Fato é que não se pode negar a influência que Elon Musk teve sobre essa disparada. Com um enorme número de seguidores e influência nas redes sociais, o bilionário e dono da Tesla está sempre comentando e movimentando o mercado cripto, e a DOGE já foi assunto de seus posts no Twitter mais de uma vez.

Um tweet de Musk manifestando apoio à Dogecoin em fevereiro de 2021 fez com que a cripto subisse 60% em poucas horas. Muitos acreditam que esse foi o impulso inicial para a onda de alta na qual a DOGE entrou nos meses seguintes.

Já no primeiro semestre de 2022, a Dogecoin registrou uma correção de aproximadamente 60%, acompanhando o movimento de todo o mercado cripto neste ano.

Em outubro, assim que Elon Musk confirmou a compra do Twitter, a criptomoeda chegou a valorizar 144% em quatro dias e no final do mês está cotada a US$0,08 (R$0,4). 

5. Chainlink (LINK)

A criptomoeda LINK é o principal ativo da Chainlink, uma rede que oferece a empresas e desenvolvedores uma infraestrutura para registro de dados do mundo real em diversas Blockchains.

Assim, a Chainlink funciona como uma ponte entre as Blockchains e o mundo offline. Seu token LINK é usado para recompensar os participantes da rede que validam as informações adicionadas pelos usuários.

Desempenho histórico da criptomoeda LINK

Durante a oferta inicial da moeda em 2017, a criptomoeda LINK foi cotada a US$0,19 e fechou o ano valendo cerca de US$0,69. 

A cripto seguiu valorizando em 2018 e atingiu o pico de US$1,34 no mês de janeiro. Depois, caiu um pouco ao longo do ano e fechou 2018 a US$0,30.

Mas a grande disparada para LINK veio entre 2019 e 2020. Para ter uma noção, entre abril de 2019 e julho de 2020, a moeda teve uma valorização acumulada de 1.000%, sendo a altcoin com melhor desempenho no período.

Já em 2020, a LINK apresentou uma incrível valorização de mais de 500%. O token partiu de US$4,50 em fevereiro para US$19,11 em agosto, fechando o ano no valor de US$12,67.

Em agosto de 2021, acompanhamos o preço mais alto atingido por LINK, com a alta histórica de US$52. 

Porém, em 2022, a criptomoeda LINK acompanhou o movimento de correção de todo o mercado cripto e registrou uma queda de 63% no primeiro semestre, encerrando junho na faixa dos US$6,0.

Já no final de outubro de 2022, LINK está cotada a US$6,95 (R$37,09). Assista o vídeo a seguir e entenda se essa cripto ainda pode crescer:

6. Tron (TRX)

A TRON é uma rede que busca promover a descentralização da internet por meio da tecnologia Blockchain.

Um dos focos da rede é o incentivo à produção de conteúdo independente. Para isso, pessoas que produzem conteúdo são recompensados com tokens TRX de forma direta, eliminando a interferência de plataformas centralizadas, como Facebook e Youtube.

Histórico do preço e valorização de TRX

O TRX foi lançado em 2017, ano que encerrou sendo negociado a US$0,03. Em janeiro de 2018, a cripto teve um grande salto, quando atingiu US$0,2 no dia 4, seu maior preço já registrado.

Depois disso, o ativo corrigiu e voltou cair, alcançando nova recuperação apenas em maio, quando atingiu o preço de US$0,09.

A moeda só voltou a se aproximar do patamar alcançado em abril de 2021, quando foi cotada a US$0,15. Mas o ativo não conseguiu sustentar esse nível e voltou a cair, fechando o ano de 2021 a US$0,07.

Em 2022, o TRX seguiu em uma faixa semelhante, e fechou outubro cotado em US$0,06 (R$0,32). Saiba mais sore TRX com o vídeo:

7. Cardano (ADA)

A Cardano é uma plataforma Blockchain para contratos inteligentes e a cripto ADA é o ativo nativo dessa rede. Dentro da Cardano, a ADA é usada para pagamentos e interação com os serviços e aplicativos existentes na plataforma.

Criada entre 2015 e 2017, a Cardano possui a proposta de integrar serviços financeiros variados e facilitar transações com criptomoedas para empresas e pessoas físicas.

O diferencial da Cardano é se basear em fortes pesquisas científicas para desenvolver sua tecnologia para soluções financeiras. Esse foi um dos principais motivos que fortaleceram o projeto. Hoje, a ADA se encontra em 9º lugar entre as principais criptos em capitalização de mercado.

Entenda mais sobre o projeto e sua criptomoeda ADA nesse vídeo:

Histórico do preço de ADA

A ADA começou a ser negociada em 2017 com a cotação de US$0,021. Em 2018, o preço do ADA atingiu o valor de US$1,21, mas não conseguiu se firmar por muito tempo e recuou novamente.

O ativo foi aos poucos se recuperando e fechou 2020 com uma valorização acima de 449%, valendo aproximadamente US$0,18.

Mas a grande alta da Cardano veio em 2021, fazendo com que a moeda subisse no ranking dos criptoativos por valor de mercado, alcançando a 4ª posição e tornando-se uma das preferidas dos investidores, tendo a maior cotação do ano atingindo cerca de US$2,9.

Após um longo período de correção no primeiro semestre de 2022, a ADA começou a perder força de queda no início de maio. A partir desse momento, a ADA passou a atuar em um canal de lateralização, variando seu preço principalmente entre US$0,4 e US$0,6.

BTC, ETH, BNB, XRP, ADA: qual criptomoeda mais valorizou em 5 anos?

Você pode estar se perguntando onde estão o Bitcoin, a Ethereum e outras criptos importantes na lista que acabamos de comentar.

Como mencionamos no começo deste artigo, em outubro de 2017, a maioria dos projetos das criptomoedas mais valorizadas nesses 5 anos estavam apenas começando.

Ou seja, em 5 anos essas criptomoedas foram do status de pouco conhecidas para o top 50 do mercado. Esse cenário colabora para uma valorização maior quando comparadas a outros projetos mais antigos, mas que hoje possuem uma cotação mais alta.

Para que você saiba como foi a performance dos principais ativos também, a seguir, apresentamos um gráfico com a comparação de preço entre as 5 maiores criptomoedas do mercado nos últimos 5 anos:

gráfico comparativo do desempenho de BTC, ETH, BNB, XRP e ADA nos últimos 5 anos
Fonte: Google Finanças

Na comparação, temos Binance Coin com a maior valorização em 5 anos (+6.137,84%), seguida pelo Ether (411,99%). Em terceiro lugar está a criptomoeda ADA (265,71%), em seguida a XRP (217,34%).

Por fim, está o Bitcoin (177,46%). Ao longo de 2022, após uma intensa queda do mercado cripto como um todo, estamos presenciando um momento de maior lateralização, e percebemos como o BTC tem se mostrado cada vez mais estável diante do mercado, o que acaba refletindo também nesses números.

Acompanhe as novidades sobre criptomoedas na Coinext

Semanalmente você encontra no nosso Blog e YouTube os destaques da semana no mercado cripto, incluindo análises das criptomoedas de destaque para acompanhar. Diariamente no Giro Cripto você também confere as principais notícias sobre o universo cripto.

Lembre-se: além de uma análise histórica e fundamentalista bem feita, planejar seus investimentos envolve se manter em dia sobre os principais eventos do criptomercado.

Então, conte com a Coinext para saber todas as novidades e para investir com segurança. Abra sua conta grátis!

Sobre o autor
Equipe Coinext
Conteúdos preparados por especialistas em criptomoedas. A equipe da Coinext conta com nomes importantes e com conhecimento para passar as melhores informações sobre Bitcoin e outros principais criptoativos.
Mais nesta categoria
🎁
Ganhe até R$25 em
Bitcoin e mais criptos
Invista a partir de R$10 pelo aplicativo Coinext®.
4,7
Inscreva-se