MACD: O que é?

Média Móvel de Convergência/Divergência, mais conhecida como MACD, é um dos principais indicadores técnicos usados por traders. Conheça a sua função.

Por
Equipe Coinext
12/2/2021

O MACD, a Média Móvel Convergente e Divergente, ou Moving Average Convergence Divergence em inglês, é um dos principais indicadores utilizados na análise técnica e um ponto fundamental para quem quer entender melhor os gráficos de diferentes ativos. Como o nome deixa claro, ele é um sinalizador de divergência e convergência entre diferentes médias móveis, que pode te ajudar a entender o melhor momento para comprar e vender seus ativos de um investimento.

Criado na década de 60 por Gerald Appel, o MACD utiliza a diferença entre diferentes médias móveis para se ter uma ideia das futuras movimentações do mercado. Além disso, está técnica serve como um ótimo guia para diferentes perfis de traders e é  um dos indicadores essenciais para a análise técnica, principalmente no curto prazo.

O MACD está classificado como um rastreador técnico. Isso quer dizer que a sua principal função é rastrear tendências e indicar sinais de mudança, reversão ou confirmação dessas tendências. 

Entenda mais sobre como esse indicador funciona e quais são os sinais que ele pode dar para quem está analisando o gráfico.

O que você verá no artigo:

  • MACD: O que é?
  • Como o MACD funciona?
  • Entendendo o histograma MACD
  • Sinal de cruzamento com a linha de sinal
  • Um sinal de alta
  • Um sinal de baixa
  • Sinal de cruzamento com a linha central
  • Sinal de divergência do MACD
  • Usando MACD no Tradeview

Como o MACD funciona?

Apesar do nome parecer complicado, o MACD tem um funcionamento relativamente simples, pelo menos para quem entende o básico da análise técnica. Ele é um indicador que acompanha o momentum (outro indicador de análise técnica )e a tendência na movimentação de preço de um ativo, através da conversão ou divergência entre seus principais elementos.

A construção do MACD é feita através de três elementos principais, sendo eles a Média Móvel Longa, a Média Móvel Curta e a Linha de Sinalização.

Segundo o cálculo original criado por Appel, a Média Móvel Exponencial (EMA) longa é calculada com base em um intervalo de tempo de 26 dias, enquanto a Média Móvel Exponencial curta é calculada com base em um período  de 12 dias.  Então, na sua forma mais básica, o MACD é calculado subtraindo a Média Móvel Exponencial (EMA) de 12 dias da Média Móvel Exponencial de 26 dias. 

O resultado desse cálculo é a linha do MACD que é usada no cálculo do terceiro elemento, que é a Média Móvel Exponencial de 9 dias do MACD,  ou  “Linha de Sinal”, que é o principal gatilho para momentos de compra e venda.

Sendo assim, os elementos básicos do MACD são: 

  • Média móvel exponencial de 26 dias do preço, sendo a Média Longa
  • Média móvel exponencial de 12 dias do preço, a Média Curta
  • Média móvel exponencial de 9 dias do resultado da subtração das duas EMA, a Linha de Sinal, ou de Sinalização.

Vale mencionar que, apesar de ter sido criada com essas médias, é possível alterar os cálculos e o período utilizado. No entanto, o uso das médias de 26 e 12 dias é universal é o mais popular nas ferramentas disponíveis para executarmos essa configuração nos gráficos. É o mais recomendado para traders iniciantes e avançados.

Confira como fica esse cálculo em elementos visuais traçados em cima do gráfico do preço do Bitcoin:

MACD-linha-sinal
Visualização do MACD e sinal no gráfico. (Imagem: captura de tela TradingView)


É possível ver a linha do MACD, em Azul, e a linha de Sinal, em Laranja, com movimentações diferenciadas e que, ora são similares, ora são opostas. É justamente essa movimentação de linhas, e principalmente o cruzamento entre elas, que nos fornecem os gatilhos de venda e compra na análise técnica.

Entendendo o histograma MACD

Além dessas linhas principais, outro elemento que é importante para o rastreador de tendência é o Histograma MACD. Esse elemento é utilizado junto das linhas de Sinal e do MACD e apresentam uma outra visualização da movimentação do mercado.

Na grande maioria das ferramentas, o Histograma é apresentado em um gráfico de barras com uma linha central, chamada de Linha Zero. 

As barras, representando a média móvel, podem estar abaixo ou acima da linha central (vermelhas quando abaixo, verde quando acima) e isso também sinaliza momentos de baixa, alta e de reversão. 

histograma-MACD
Representação do histograma. (Imagem: captura de tela MACD)


A ideia do histograma é justamente ser um visualizador sobre momentos de sobrecompra ou sobrevenda, sendo utilizado com o próprio MACD e outros marcadores, como as Bandas de Bollinger para uma decisão mais certeira sobre a compra ou venda de uma ação.  

Além de sinalizar momentos de queda (com barras abaixo da linha central), também é possível visualizar a força de uma tendência. Note que o Histograma deixa claro quando uma tendência foi mais forte que outro período, já que as barras são maiores e duram por mais tempo em sua respectiva tendência.

Por exemplo, veja como é clara a diferença entre uma forte tendência de alta e uma tendência de alta com menos fôlego e menores preços no Histograma:

tendência-histograma-MACD
Identificação de tendências no histograma. (Imagem: captura de tela TradingView)

Sendo assim, com o Histograma você tem uma segunda maneira de visualizar as mudanças e movimentos do mercado, facilitando a sua tomada de decisão sobre o ativo que está sendo analisado.

Sinal de cruzamento com a linha de sina

O MACD, assim como outros indicadores, oferece sinais através do cruzamento de diferentes dados, apresentados visualmente em linhas. Ou seja, temos sinais de alta e de baixa de acordo com o comportamento da linha de sinal em relação ao MACD

Veja quais são os principais sinais e a sua visualização.

Um sinal de alta

Um sinal de alta no MACD é bem simples de ser visualizado. O mercado está dando sinais de ganho quando a linha do MACD (Linha Azul no exemplo) cruza acima da Linha de Sinal (Linha laranja). 

Enquanto a linha do MACD está acima da Linha de Sinal, a tendência é de alta. Quanto mais distante as duas estiverem, mais forte é essa tendência. Veja no exemplo, o período de valorização acontece quando a linha do MACD cruza acima da Linha de Sinal e a tendência dura até um novo cruzamento no caminho oposto acontecer. (Observe também a função do Histograma de auxiliar a marcação da tendência nesse período).

sinal-de-alta-MACD
Um cruzamento positivo no MACD no gráfico do Bitcoin e todo o momento que ele se manteve positivo, indicando que estávamos em um período de alta consolidada. (Imagem: TradingView)

Para entender mais sobre a força de uma tendência, leia os artigos abaixo:

Um sinal de baixa

No caminho oposto, quando a linha do MACD cruza abaixo da linha de sinal temos um momento de baixa e a consolidação de uma tendência de queda, assim no período próximo ao exemplo de cima temos a reversão do momento positivo.

A visualização é assim:

sinal-de-baixa-MACD
(Imagem: Captura de Tela)

Observe que assim que a linha MACD passou abaixo da Linha de Sinal, teve início um período de queda e a confirmação de um tendência de baixa por curto período. 

Com isso, é possível perceber quais são os sinais de venda e compra utilizando o MACD. Além disso, também é possível utilizar o indicador para tentar determinar a força de uma tendência atual e qual podermos ter uma reversão.

Sinal de cruzamento com a linha central

Enquanto o cruzamento entre as linhas é o sinal mais comum e muitas vezes o principal ponto observado pelos traders, existe um segundo sinal que é quase tão popular quanto: O cruzamento com a linha central. 

Esse cruzamento acontece quando a linha MACD cruza e fica abaixo da linha central (Linha Zero utilizada pelo Histograma), indicando um momento de baixa

Ou então temos a situação oposta, quando a linha MACD cruza com a linha central em um movimento de alta, ela fica acima, indicando uma área de ganhos. 

Esses cruzamentos indicam tendências do mercado.

cruzamento-linha-central-MACD
Cruzamentos com a linha central da linha MACD. Um cruzamento positivo, seguido por um negativo e outro positivo.(Imagem: Trading View)

Note como a linha Azul passa acima ou abaixo da linha central do Histograma, sinalizando tendências claras para o mercado que estamos analisando.

Sinal de divergência do MACD

O Sinal de Divergência do MACD, como o nome já indica, acontece quando há uma diferença na movimentação do MACD em relação com o preço do ativo. Esse é um sinal mais complexo, mas ele demonstra que o preço está indicando uma “falsa tendência”.

Por exemplo, se o preço do ativo formar um novo fundo (preço mais baixo do período) e o MACD apenas um sinal de baixa, sem ser uma mínima, quer dizer que a pressão de compra ainda está pressionando o mercado e que a tendência não vai se consolidar.

sinal-de-divergência-MACD
(Imagem: TradingView)

Note que o preço tinha marcado um novo mínimo, mas o MACD ainda não estava em seu valor mais baixo, indicando que logo haveria uma reversão da queda. 

Usando MACD no Tradeview

O MACD é uma ferramenta muito importante para qualquer trader, por isso ela está disponível para quem usa o site gratuito Tradingview. Com apenas alguns cliques você pode ativar a opção para visualizar o indicador, sem precisar fazer cálculos complicados e com uma interface bem amigável.

Passo 1: Entrar no Tradingview e buscar pelo ativo desejado, depois clicar em “Ver Gráfico complicado. Uma vez que o Gráfico estiver aberto, clique no símbolo dos indicadores e estratégias. 

MACD-tradingView
(Imagem: TradingView)


Passo 2: Clique em “Incorporados” e procure por MACD para ativar os indicadores no gráfico que você está visualizando.

indicadores-MACD
(Imagem: Tradingview)

E vale relembrar: O MACD não deve ser utilizado como um sinalizador único ou absoluto. Utilize esse sinalizador com junto dos outros disponíveis no mercado para ter a melhor decisão para os seus trades. 

Quer entender na prática como funciona o MACD? Abra sua conta gratuitamente na Coinext e faça seu primeiro depósito para explorar a plataforma. A partir de R$25,00 você já consegue começar a estudar e colocar em prática.


Mais nesta categoria
Ver todos >
CONTEÚDO PRODUZIDO POR
Essas análises são de responsabilidade da Mercurius e não são uma recomendação de investimento.
Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações pela Coinext.
Obrigado! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Oops! Revise seu email e insira um válido.
Feedback