Ondas de Elliot

Criada pelo contador americano Ralph Nelson Elliott, as Ondas de Elliot são muito utilizadas até hoje no mercado de ações. Entenda o conceito e como utilizar.

Por
Equipe Coinext
1/2/2021

Você tem dificuldade em colocar em prática as estratégias de análise técnica pra criptomoedas? Hoje eu quero te apresentar as Ondas de Elliot! Uma técnica mais fácil de identificar o padrão no gráfico e entender como você pode prever e se preparar para a próxima fase do ativo, especialmente para quem gosta de operar day trade!

Vamos lá?

Neste artigo você vai entender:

  • O que são ondas de Elliot?
  • Quais são os princípios das Ondas de Elliot?
  • Emoção
  • Impulsão
  • Subjetividade
  • Quais são os padrões das Ondas de Elliot
  • Conseguimos analisar criptos com as Ondas de Elliot?

O que são ondas de Elliot?

Ondas de Elliot são um dos indicadores que compõem a análise gráfica ou técnica, que serve de apoio para os traders compreenderem a movimentação no preço de um ativo e identificar um comportamento padrão. Essa teoria leva em cons­ideração, sobretudo, duas máximas: a de que um ativo se move em ciclos completos e que o psicológico dos traders é um fator decisivo sobre a oscilação desse ativo. Vamos entender isso melhor!

A teoria das Ondas de Elliot afirma que o comportamento do preço de um ativo no gráfico se move em ciclos completos e estes ciclos são formados por ondas. Tais ondas são o que apontam as tendências de mercado.

Esta teoria está muito alinhada à Teoria de Dow e ambas representam um grande marco no estudo das análises técnicas de investimentos por serem as pioneiras a tocarem em assuntos como psicologia financeira, controle emocional e efeitos de manada.

Ralph Nelson Elliot, criador da teoria, propôs que os ciclos de um ativo no mercado são uma resposta direta à forma como os investidores reagem aos fatores externos, dizendo se o mercado esta em estado de euforia, quando o preço do ativo está em alta, ou em pânico, quando o preço dispara para baixo.

Ele também compreendeu que esses movimentos descendentes e ascendentes seguiam padrões de repetição, que por sua vez dividem-se em novos padrões, que são as chamadas Ondas de Elliot.

O estudioso categorizou os movimentos dos preços do ativo no mercado em dois aspectos: cinco ondas que indicariam a direção da principal tendência, ondas de 1 a 5, e três ondas de correção, ondas de A a C.

Sendo assim, a teoria ajuda os traders a identificarem corretamente os padrões de repetição dos preços, possibilitando a previsão ainda mais assertiva sobre os próximos movimentos do mercado. Em suma, com a teoria você conseguiria identificar se o ativo está em movimento de alta ou de baixa.

Algumas pessoas afirmam que a dificuldade relacionada ao uso desta teoria é que nem sempre é tão fácil definir quando uma onda termina e começa a outra. E ainda,  relatam a dificuldade em perceber as ondas de correção.

Existe uma fórmula matemática construída por Elliot, que tem com base os números de Fibonacci. De acordo com a fórmula, cada ciclo das ondas é composto por um contador de ondas que se encaixa dentro dos padrões do número de Fibonacci. Sendo assim, entendemos que o movimento de uma onda prolonga-se até atingir um dos números de Fibonacci. Cada onda ocorre de maneira individual e podemos medir a seus comprimentos, de cima para baixo, através de relações de proporcionalidade entre si.

Quais são os princípios das Ondas de Elliot?

Conforme dissemos acima no texto, Ralph Elliot foi um dos primeiros analistas e estudiosos do universo econômico que estabeleceu uma relação entre as movimentações dos preços dos ativos e reflexos das emoções dos compradores e vendedores.

Ou seja, de acordo com o estudioso, as Ondas de Elliot partem do princípio que a aplicação de conceitos da psicologia precisam ser levadas em consideração ao analisarmos graficamente um certo ativo.

Emoção

O primeiro princípio da teoria Ondas de Elliot é a emoção. Este princípio considera que as movimentações nos gráficos de ativos são reflexos da variação de humor e do emocional de quem está por trás das movimentações, ou seja, dos investidores que estão comprando e vendendo.

Partindo desta vertente, o operador estaria tomando suas decisões com base no emocional. Se vários operadores estão tendo emoções similares, e o volume de negociações acompanha, estabelece-se o preço do ativo.

Se você parar para pensar faz todo sentido esta teoria, não é atoa que uma das características mais fortes que um trader de sucesso precisa ter é o controle emocional.  Descubra qual é o seu perfil de investidor e qual operação é a que melhor se encaixa na sua realidade.

Vamos raciocinar: se você está acompanhando um gráfico de uma determinada criptomoeda e observa seu preço subindo e se mantendo alto, você não ficaria super empolgado? Com aquela vontade de, ao mesmo tempo vender o que tem, para aproveitar a subida, mas também a curiosidade de esperar para ver até onde vai chegar?

Da mesma forma como ocorre em movimento de queda brusca dos preços, você pode ficar preocupado, sem saber se é passageiro e momentâneo, ou se é uma tendência de queda se confirmando.

Os traders sentem tudo isso, da mesma forma que qualquer um sentiria, especialmente no mercado cripto, onde as oscilações tendem a ser mais bruscas e a ocorrer em tempos menores que em demais ativos financeiros. Por isso os estudos, as análises técnicas e fundamentalistas, e o acompanhamento de notícias por portais sérios e responsáveis são extremamente importante. Tudo isso auxilia os traders a tomarem as decisões certas, com base em dados e fatos, e tentar fugir ao máximo das tentações emocionais.

Impulsão

A impulsão, como sendo um princípio da teoria Ondas de Elliot, pode ser interpretada como o famoso “efeito manada”, momento em que os investidores seguem determinado fluxo, por conta da incerteza do mercado. Dessa forma, movimentam um alto volume do ativo, criando uma tendência

Também é um princípio que faz bastante sentido e podemos ver como o psicológico dos traders influencia diretamente na movimentação do mercado financeiro.

Ao lidar com ativos voláteis, sobretudo as criptomoedas, é comum lidar com certa incerteza, afinal é um investimento e, como qualquer outro, corre-se riscos. No entanto, às vezes a incerteza é tanta que os investidores preferem se apoiar uns nos outros e seguirem o mesmo caminho.

Do ponto de vista financeiro, é compreensível não querer lutar contra a maré e preferir o caminho “mais seguro”. Até porque, depois que vários traders optam por uma determinada estratégia, o grande volume de negociações realmente impacta no preço do ativo e em como ele vai se comportar naquele momento.

Subjetividade

Este princípio da teoria nada mais é que a soma dos dois últimos tópicos: emoção e impulsão. Ele resume o que a impulsão e emoção no mercado financeiro querem dizer: que os preços de um ativo oscilam de acordo com a psicologia humana de quem está operando nesse mercado.

O que há de mais importante neste ponto é compreender que o universo econômico e financeiro não é puramente baseado em fatos, dados e informações concretas. Muito do que acontece neste universo esta intimimamente relacionado ao comportamento humano, às nossas emoções, inseguranças e à como nos portamos frente a situações de alta pressão. Portanto, se você quer entrar nesse mercado é fundamental ter isso em mente para saber definir de forma ainda mais assertiva a sua estratégia de investimentos.

Quais são os padrões das Ondas de Elliot?

As Ondas de Elliot ainda se cruzam com mais uma teoria, a fractal, relacionada à figura geométrica não clássica. Neste caso, a teoria fractal diz respeito à um padrão em que, ao partir uma figura geométrica fractal, as partes separadas repetem os traços do objeto completo. Portanto, um fractal é uma peça que, ao ser dividida, tem suas partes semelhantes à figura original completa.

Diante desta informação, observe o gráfico abaixo:

gráfico-representação-ondas-de-elliot
Imagem: Elliott Brasil

Nesta imagem, podemos ver que as ondas que foram formadas no gráfico se repetem em graus diferentes. O padrão de tendência que as ondas formam é composto por 8 ondas, sendo de 1 a 5 as ondas que formam a tendência principal, e de A a C, no sentido contrário, as ondas que correspondem à correção do preço do ativo.

Observe novamente a imagem abaixo, agora com as devidas ondas indicadas no gráfico de forma mais realista.

representação-gráfico-ondas-de-elliot
Imagem: Elliot Brasil

O gráfico representa um ciclo completo de um ativo que perpassa pelas Ondas de Elliot, a partir dele fica claro como a volatilidade a variação do volume de um ativo não significa o rompimento de uma tendência de alta. É preciso aguardar a confirmação da tendência.

Vamos entender melhor o que cada onda pode significar dentro de um padrão das Ondas de Elliot.

Conforme já vimos, as ondas que são representadas por números estão em movimento ascendente e representam o que pode levar a identificação de uma tendência de alta.

  • Onda 1: A primeira onda é onde começa tudo. Ela pode indicar uma reversão de uma tendência de baixa e pode acontecer quando a psicologia dos traders está em momento de baixa. Ou seja, os investidores podem estar sofrendo com notícias negativas que fizeram com que o momento causasse um ar de baixas expectativas. Para quebrar esse padrão, vem a Onda 1.  O tamanho desta onda é fundamental para saber o tamanho das demais. Neste momento, os traders mais experientes conseguem se posicionar, para os que não possuem tanta experiência, o momento pede cautela e atenção, já que pode ser uma operação mais arriscada.
  • Onda 2: Neste momento já conseguimos perceber um movimento de valorização dos ativos, o que consequentemente faz com que mais traders queiram surfar a onda de valorização, aumentando o volume de negociações. A onda 2 pode se iniciar abaixo do topo da onda 1, mas não inicia abaixo do seu nível de partida. Esta onda também pode ser vista como uma correção, mas é mais um forte indicativo de uma tendência de alta.
  • Onda 3: Nesta onda o movimento é ainda mais rápido e ascendente, graças ao otimismo dos traders que passam a operar cada vez mais. Alguns especialistas consideram a onda 3 é a mais poderosa e de maior crescimento, e é marcada por muitas compras, pelos traders que vão aguardar a valorização máxima do ativo para revendê-lo.
  • Onda 4: Essa onda é a mais difícil de ser identificada. Neste momento o mercado ainda está em tendência de alta e os investidores ainda estão otimistas, apesar do volume de negociações já não ser tão crescente assim. Por ser um intervalo de tempo mais curto, pode representar operações de risco. É necessário um pouco mais de experiência por parte dos investidores para planejarem saídas rápidas da operação.
  • Onda 5: Essa onda é considerada por muitos como um movimento já de transição, pois apresenta baixo volume de negociações e também já se percebe um início de uma tendência de baixa.

Se contrapondo às ondas numéricas, as ondas ABC, em movimento descendente, tem papel importante para compreensão total das Ondas de Elliot.

  • Onda A: É sinalizada por uma forte queda, podendo chegar aos valores iniciais da onda 4. Neste momento o mercado acredita que a onda é um sinal de correção, pois anda não há confirmação da mudança de tendência.
  • Onda B: É caracterizada por um período de alta com baixo volume, semelhante à onda 4. É uma onda de difícil identificação, com o otimismo dos traders já em queda, representando também movimentos insignificantes de alta.
  • Onda C: É a onda que irá confirmar a tendência de queda, com uma forte diminuição tanto no preço dos ativos, quanto no volume negociado. Para escapar deste momento sem sair prejudicado, é de suma importância observar e identificar divergências nos indicadores.

Conseguimos analisar criptos com as Ondas de Elliot?

Muita gente acredita que as técnicas de análises para o mercado financeiro de ativos convencionais não funcionam com as criptomoedas. É aqui que está o erro! As estratégias e técnicas de investimento funcionam sim para o mercado cripto, inclusive as Ondas de Elliot. Você só precisa adaptar a estratégia e compreendê-la de acordo com as características dos criptoativos, sendo a principal, a volatilidade.

Portanto, sim, você consegue analisar criptomoedas com as ondas de Elliot, só precisa manter em mente as principais particularidades dos ativos. Mas tudo que observamos nas Ondas de Elliot fazem parte de outras técnicas de análise do mercado que são comuns nas criptos: tendências, oscilação dos preços dos ativos de acordo com o psicológico do straders, padrões e ferramentas como topos, fundos e tendências, e a passagem de tempo.

As Ondas de Elliot são muito utilizadas para operações de curto prazo, mais comuns no mercado cripto, que conta como oscilações rápidas em curtos espaços de tempo, acelerando o ciclo completo.

Sabemos que as criptomoedas têm alta volatilidade e que o mercado precisa acompanhar isso, portanto é interessante manter em mente que o tempo de duração das ondas, no mercado cripto, seria menor!

Além disso, também é possível destrincharas ondas em ondas ainda menores e encontrar outros padrões. O gráfico como vimos nas imagens acima, são exemplos de um fractal “perfeito”. Já os gráficos do mercado financeiro dificilmente vão ter este padrão “limpo”, não são tão simétricos e por isso são chamados de fractais “imperfeitos”.

Por isso, se você quer ter uma compreensão total do mercado cripto, faz sim sentido estudar e tentar identificar nos gráficos o padrão das Ondas de Elliot. Principalmente no mercado cripto, em que os profissionais estão sempre em busca de técnicas que possam aperfeiçoar as suas agilidade e precisão na hora de interpretar um gráfico.

Além disso, agora que você já sabe que o emocional dos traders é algo que impacta diretamente no movimento de determinado ativo, você também terá mais maturidade para entender se o mercado está tendo um movimento de manada, ou se realmente é uma tendência de alta confirmada, na qual vale a pena dispender esforços e surfar a onda também.

Mais nesta categoria
Ver todos >
CONTEÚDO PRODUZIDO POR
Essas análises são de responsabilidade da Mercurius e não são uma recomendação de investimento.
Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações pela Coinext.
Obrigado! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Oops! Revise seu email e insira um válido.
Feedback