Gráfico de Candles: Para que serve e como analisar

Você sabe o que é um gráfico Candlestick? Aprenda mais sobre essa visualização muito utilizada em investimentos, saiba para que serve e como interpretar.

Por
Equipe Coinext
14/7/2020
Gráfico de Candles: Para que serve e como analisar

A análise gráfica é um dos principais pontos que auxiliam em uma boa estratégia de investimento, especialmente quando falamos em day trade ou swing trade. Entre os principais tipos de elementos visuais para analisar um gráfico temos o candlestick, também chamado de gráfico de candle ou até mesmo de gráfico de vela.

Esse tipo de análise, junto com a análise fundamentalista, ajuda a tomar decisões mais assertivas sobre o melhor momento para entrar ou sair de um investimento. Além disso, também auxiliam em decisões sobre o momento de entrar com uma posição short (de baixa) ou de long (alta) em negociações alavancadas.

Independentemente do tipo de negociação, os gráficos serão fundamentais e um dos mais comuns com certeza será o gráfico de candle.

Para que serve o gráfico de candles

O gráfico de Candlestick recebe esse nome porque cada elemento parece uma vela com o seu pavio

O principal ponto sobre este tipo de gráfico é que ele pode ser utilizado para tentar determinar uma futura movimentação de preço por meio da análise de movimentos passados.

Por ser um gráfico de fácil visualização e que oferece muitas informações em diferentes tipos de períodos, esse é o tipo de preferido entre investidores, traders e analistas do mercado.

O mais importante de um gráfico de candle é que muito mais do que o preço de abertura e fechamento de um ativo, ele também pode demonstrar o sentimento do mercado, algo fundamental quando falamos de oferta e demanda.

Até mesmo algoritmos de trading automáticos são programados com informações de gráficos candlestick.

Como surgiu

Apesar de ser muito comum dentro do criptomercado e estar presente na maioria das plataformas de negociação, esse tipo de gráfico foi criado por volta e 1.700, muito antes de qualquer tipo de equipamento de informática.

O gráfico de candlestick surgiu no Japão, criado por um homem chamado Homma, que notou que existia um importante link entre o preço e a oferta e demanda do arroz. Ele também notou que os mercados reagiam fortemente ao sentimento e as emoções dos compradores.

Sendo assim, ele foi capaz de desenvolver um tipo de gráfico que apresentava justamente os dados que quantificavam o sentimento geral do mercado. Até hoje, o método criado por Homma é fundamental na análise gráfica de criptomoedas.

Como interpretar

Interpretar um gráfico de velas pode parecer bem complicado de início, mas acaba ficando mais natural a medida em que olhamos mais para eles. O primeiro ponto é entender que cada “vela” traz diferentes informações sobre quatro métricas específicas dentro de um determinado período.

A análise de cada um desses elementos em cada corpo de uma candle é como se determina o atual sentimento do mercado para tentar imaginar como será as próximas movimentações e se o mercado está em alta ou em baixa.

Existem diferentes padrões que podem ser facilmente formados por esse tipo de gráfico. Mas há três padrões que podemos citar como os mais comuns, que são: Alta, Baixa e Lateral. Como os nomes já indicam, um padrão de alta é uma série de candles verdes, baixa é o contrário, com as velas vermelhas e a lateral é aquela movimentação estagnada, que não quebra níveis de suporte ou resistência.

No gráfico acima fica fácil de entender os padrões na movimentação do Bitcoin desde o começo do ano, utilizando um período de 1 semana. Com uma alta inicial, seguida por uma movimentação lateral e uma segunda alta.

Elementos dos Candlesticks

Claro, para entendermos melhor como funciona a interpretação desses gráficos, é preciso entender o que cada elemento visual significa.

Período

O período de tempo em que uma vela é formada depende exclusivamente do tipo de gráfico que está sendo analisado. Por exemplo, a maioria dos day traders dependem de muitas informações em um curto período de tempo, com isso, costumam a ver gráficos de 5 minutos, ou seja, a cada 5 minutos uma candle é formada.

Por serem gráficos temporais, os períodos podem até mesmo se estender para um dia inteiro ou uma semana. Aqui vale mencionar que, quanto menor o período, mais precisão tem as informações, mas também há mais ruído para quem está pensando no longo prazo.

Formato

A peça fundamental para um gráfico temporal com base em velas é justamente o formato de cada candlestick. Existem quatro elementos principais e cada um deles representa um dado diferente. Esses quatro elementos são:

  • Abertura
  • Fechamento
  • Mínima
  • Máxima

Todas essas informações formam o corpo e a sombra. O corpo é a parte mais larga da vela e mostra o fechamento e abertura no período selecionado, enquanto a sombra representa valores máximos e mínimos.

As velas podem ter formatos distintos, com corpos pequenos e sombras exageradas, ou sombras quase inexistentes.

Cor

A cor demonstra se o mercado fechou em alta ou em baixa. Enquanto é possível encontrar gráficos de diversas cores, o padrão é que as cores de verde ou azul, representem um movimento de alta, com fechamento positivo e o vermelho o oposto, movimento de queda. Aqui na Coinext utilizamos a cor azul.

Também é possível encontrar gráficos Vazios e Preenchidos, o vazio substitui a cor vermelha, representando uma queda e o preenchido um fechamento em alta.

Quais são os padrões de candle?

O gráfico de candle é o mais utilizado e escolhido pelos traders em geral para compreenderem como está a situação dos ativos em que estão investindo. Por ele, é possível perceber diversas tendências e possibilidades, dando ao investidor espaço para manobrar e criar estratégias para continuar perseguindo seus objetivos e tornar seus investimentos cada vez mais lucrativos. Por isso, a identificação de padrões gráficos ajuda a diminuir a exposição aos riscos, já que o investidor consegue se antecipar e se preparar.

Este gráfico deixa as tendências e possíveis caminhos bem mais visuais e intuitivos. Vamos ver abaixo como são as principais representações gráficas de diferentes momentos do ativo. A identificação de padrões gráficos ajuda a diminuir a exposição aos riscos 

Alta

Para identificar uma tendência de alta no gráfico de candle, ou de velas, é preciso se atentar ao formato ou à coloração que o candle vai apresentar. Dependendo do gráfico, a tendência  de alta pode vir representada dessas duas maneiras. Observe as figuras abaixo.

Quando a vela, ou candle, vem sem o preenchimento, significa que está representando um momento de alta. 


Representação gráfica do Candlestick de alta
(Imagem: )

Ainda, o candle  de alta também pode vir representado colorido, por verde, ou por azul, como é aqui no gráfico da Coinext. 


(Imagem: Portal do Trader)
Gráfico de Candle - Alta na cor azul
Gráfico de Candle da Coinext com a vela de alta em representação na cor azul.

Baixa

Já o Candle de baixa também pode vir representado de duas maneiras: com o preenchimento, ao contrário do candle de alta, que é sem preenchimento. E também pode vir representado colorido na cor vermelha. 


Candlestick de baixa

Martelo 

Um outro padrão que o gráfico candle pode apresentar é o martelo, uma das figuras mais fáceis de se identificar.

Como você já pode imaginar, este padrão se assemelha literalmente à figura de um martelo, no qual possui uma longa sombra na parte inferior e um corpo pequeno, na parte superior.



Candle Martelo - Candle Hammer

É importante ressaltar que o padrão de candle martelo aparece quando o ativo estava em uma tendência de baixa e está passando por uma reversão de tendência, indicando que o preço do ativo, que estava em queda, deve voltar a subir.

Para facilitar ainda mais a identificação deste candle, fique atento, ele pode aparecer sob estas características também:

  • Primeiro: corpo pequeno superior, sombra inferior grande
  • Segundo: Pouca ou nenhuma sombra superior
  • Sombra inferior com tamanho 2 vezes maior que o corpo
  • Indiferente quanto à cor do candle

A interpretação do candle de martelo também é bem simples, observe no gráfico abaixo, do IBOV a ocorrência um martelo e como ele indicou a reversão da tendência de baixa.



Candle Martelo - Exemplo com gráfico de ações do IBOV


Note que o próximo candle, o preço de abertura já é maior que o preço de fechamento do martelo. Você também pode se atentar a outros sinais que o candle te dá.

  • Se o ativo fechar o candle na sua máxima do período, maiores serão as chances de reversão da tendência de baixa.
  • Quanto maior a sombra e menor o corpo do martelo, maior é a força da reversão.
  • O próximo candle precisa ter abertura ou fechamento acima do corpo do martelo, mesmo que o preço de fechamento não seja a máxima que o ativo atingiu naquele período.
  • Assim como qualquer outro indicador, é recomendado utilizar o martelo em conjunto de outras técnicas para confirmar a tendência.

Note que o próximo candle, o preço de abertura já é maior que o preço de fechamento do martelo. Você também pode se atentar a outros sinais que o candle te dá.

  • Se o ativo fechar o candle na sua máxima do período, maiores serão as chances de reversão da tendência de baixa.
  • Quanto maior a sombra e menor o corpo do martelo, maior é a força da reversão.
  • O próximo candle precisa ter abertura ou fechamento acima do corpo do martelo, mesmo que o preço de fechamento não seja a máxima que o ativo atingiu naquele período.
  • Assim como qualquer outro indicador, é recomendado utilizar o martelo em conjunto de outras técnicas para confirmar a tendência.

Estrela Cadente

O candle de estrela cadente, também chamado de shooting star, indica um padrão de baixa. Ou seja, ele sinaliza a reversão de uma tendência de alta para a tendência de baixa, sendo o contrário do martelo. 

Candle Estrela Cadente - Candle Shooting Star
(Imagem: Genial Investimentos)

Fique atento: 

Existe a figura do martelo invertido, que consiste num corpo pequeno na parte inferior e uma sombra maior na parte superior, que é bem semelhante à figura da estrela cadente. A diferença entre os dois padrões é que o martelo sempre vem após uma tendência de baixa e indica uma tendência de alta, enquanto a estrela vem sempre de uma tendência de alta e indica uma tendência de baixa.

Para identificar com maior clareza se o padrão se trata de um estrela cadente, existem as características principais do padrão que você deve identificar, são elas:

  • Sempre será precedido por um movimento de alta 
  • É formado por um candle de corpo pequeno na parte inferior e uma sombra maior na parte superior
  • A sombra superior precisa ser, no mínimo, duas vezes maior que o tamanho do corpo
  • Pode haver uma pequena sombra na parte inferior, mas é preferível que não haja 
  • A cor do candle não interfere 

Para mensurar a força desse padrão, você também pode se atentar aos seguintes fatores, que geralmente simbolizam uma potencialização do padrão:

  • Se ele foi formado em uma região de resistência, a força da reversão de tendência será maior
  • Se o corpo do candle de estrela cadente está fora da região ocupada pelo candle anterior, maior será sua força, indicando maior chances de confirmar a reversão de tendência
  • Se o volume de negociações estiver acima da média de um período anterior

Falando em termos do psicológico dos traders, o padrão de estrela cadente representa uma diminuição da força compradora e um aumento na força vendedora. Pois o preço do ativo começa a cair e entrar numa tendência de baixa, o que indica oportunidades de venda, antes que o preço caia ainda mais. E quando o preço se estabelecer na região do suporte, indicaria uma oportunidade de compra. Mas, tenha em mente que após confirmar um candle de estrela cadente pode estar surgindo uma oportunidade de venda.

Para entender mais sobre como o psicológico dos traders influencia no movimento dos ativos no gráfico leia também:
Teoria de Dow: Conheça o conceito e como utilizá-la
Ondas de Elliot: Entenda o que são e para que servem
FOMO: Qual a sua relação com investimentos?


Doji

Por fim, temos mais um padrão de candle bem famoso que é o chamado Doji. De maneira resumida, o Doji indica o momento em que o preço de abertura do ativo é igual, ou extremamente próximo, do preço de fechamento. Isso pode indicar que o mercado está se preparando para uma reversão de tendência e que a força compradora é a mesma que a força vendedora.

Ele é representado no gráfico por uma linha horizontal, ou um sinal de cruz, que também pode ser um sinal de +. Portanto, no Doji o ativo pode ter as sombras, que representam a máxima e a mínima bem definidas e distantes uma das outras, sendo representados pela linha vertical.

Mas o corpo, que representa o preço de abertura e fechamento e é a linha horizontal, são os mesmos valores ou valores bem próximos, por isso a linha horizontal fica bem menor, quase encostando uma na outra. 

Portanto, a vela Doji não possui o preenchimento, por que não houve diferença entre o preço de abertura e fechamento. Lembre-se que uma vela preenchida indica que o ativo está seguindo tendência de alta. Como não houve essa diferenciação nos preços, significa que não há domínio nem por parte dos compradores, nem por parte dos vendedores.

Por isso,faz sentido pensarmos que, quando observamos a formação de um Doji no gráfico, indica que os investidores estão se preparando para uma reversão de tendência. Pode também representar uma certa indecisão pelos investidores, sem demandar pela compra nem pela venda.

Observe abaixo como é a figura do Doji isoladamente:

Candle Doji

Legenda:

  • High: preço máximo do ativo
  • Low: preço mínimo do ativo
  • Open: preço de abertura
  • Close: preço de fechamento

E agora, como fica o Doji num gráfico:

Candle Doji - representação no gráfico

Existem ainda 4 diferentes tipos de padrões deste indicador, Star, Dragonfly, Lápide e Pernalta, cada um representando um momento diferente do ativo, com características diferentes. Para entender com maior profundidade como usar o indicador Doji, acesse o artigo que fizemos somente sobre ele. 

Limitações

Também é muito importante ressaltar que existem algumas limitações dentro da análise com gráficos de candle. Mesmo sendo uma forma muito utilizada, vale lembrar que dentro do criptomercado é quase impossível determinar realmente o que vai acontecer, mas o principal problema do candlestick é uma limitação da análise dentro de cada vela.

Análise limitada dentro dos intervalos de abertura e fechamento

Como o corpo é formado pela abertura e o fechamento e as sombras representam a mínima e a máxima, não é possível ver qual foi a exata movimentação de preço no período que gerou essas informações.

Abertura e fechamento do Candle

Um candlestick, duas situações completamente diferentes entre si na movimentação de preço. Esse tipo de divergência pode gerar ruídos na hora de decidir o melhor momento de entrar em determinadas ações ou moedas.

Mais nesta categoria
CONTEÚDO PRODUZIDO POR
Essas análises são de responsabilidade da Mercurius e não são uma recomendação de investimento.
Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações pela Coinext.
Obrigado! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Oops! Revise seu email e insira um válido.
Concorra a Bitcoins e R$10.000 em prêmios!
Participe da Promoção Indique e Ganhe. Compartilhe seu link de afiliados com amigos e concorra automaticamente.
SAIBA MAIS
Feedback