Reserva de Emergência: O que é e onde investir?

Você sabe o que é reserva de emergência? Esse tipo de investimento tem baixo risco e pode ser resgatado em pouco tempo. Saiba onde e como investir.

Por
Equipe Coinext
17/2/2021
Reserva de Emergência: O que é e onde investir?

O conceito de reserva de emergência é algo muito importante para quem quer gerir suas finanças de forma eficiente e sempre com segurança. Essa reserva é um dos principais pontos da educação financeira, entrando em cena sempre que for necessário para ajudar o investidor em momentos de apuros ou para dar uma força em momentos de vacas magras. 

Pensar nos bons momentos e continuar melhorando seus lucros e ganhos é sempre algo bom para qualquer investidor e para pessoas de diferentes profissões. Mas nem sempre é possível garantir que tudo vai ocorrer da forma que deveria, não é mesmo? Por isso é tão necessário que haja uma reserva de emergência para que você não seja pego desprevenido por esses momentos e acabe prejudicando todo o resto dos seus investimentos.

Confira mais sobre os usos da reserva de emergência, para que ela serve e principalmente como você deve fazer essa reserva. 

Tudo que você verá neste artigo:

  • Reserva de emergência
  • Para que serve?
  • Como fazer uma reserva de emergência?
  • Invista de acordo com a sua realidade
  • Considere primeiro o fundo de reserva e depois as suas contas
  • Faça aportes mensais
  • Características das reservas de emergência
  • Liquidez imediata
  • Baixo risco
  • Rentabilidade razoável
  • Outras dicas de como investir dinheiro

Para quê serve?

O uso da Reserva de Emergência é quase que óbvia, já que o próprio nome entrega sua natureza principal: ser usada durante emergências. Essas emergências podem ser de diferentes tipos, desde um rendimento mais baixo em seu portfólio, prejudicando a renda mensal, até uma situação de calamidade geral, como foi durante 2020 e a pandemia. 

A reserva de emergência é fundamental para a educação financeira, algo que sempre foi um déficit no Brasil. No entanto, vale sempre ressaltar que a administração inteligente do seu dinheiro é a base para alcançar a verdadeira segurança financeira e a sua independência.

Imagine que, por algum motivo, a sua renda mensal seja prejudicada, impedindo o cumprimento de dívidas ou prejudicando consideravelmente a sua qualidade de vida. O que fazer nesse momento? Sem uma reserva adequada, uma das únicas soluções é vender objetos para conseguir lidar com a situação.

Mas se você pensou na frente e já tinha um dinheiro ou ativos guardados para essa ocasião, então tudo será resolvido com mais facilidade.

Como fazer uma reserva de emergência?

Agora que entendemos a importância de ter um fundo de reserva para momentos inesperados, precisamos descobrir como esse fundo deve ser construído. Claro, cada perfil de investidor e cada realidade terá características diferentes, mas é possível encontrar uma base para começar a traçar a sua estratégia mais eficiente.

Vale mencionar aqui que: Uma reserva de dinheiro não é simplesmente juntar dinheiro, seja na poupança ou então no colchão. A reserva de emergência, preferencialmente, precisa ajudar o seu dinheiro a crescer e ter até um rendimento, além, é claro, de ser de fácil recuperação e ter uma boa liquidez.

Vamos para um exemplo prático?

Se você ganha um salário de R$3.000 reais, você poderia tirar 10% todo mês para designar à sua reserva de emergência. Ou seja, todo mês R$300,00 do seu salário seria designado para reservas emergenciais. Assim, caso futuramente aconteça algo, você teria aonde recorrer e poderia sobreviver com esta reserva.

É importante lembrar também que, caso seja possível, separe a reserva de emergência e um fundo de investimentos, já que ambos têm papéis e objetivos diferentes.

Invista de acordo com a sua realidade

Quando você pensa em investir uma das principais recomendações é criar uma estratégia de acordo com a sua realidade. Ou seja, você precisa entender seu perfil como investidor, considerar seus ganhos mensais, custo de vida e outros fatores para saber o quanto você pode investir e o quanto você pode destinar para essa sua reserva.

Não adianta construir uma reserva de valor que vá além da sua realidade, prejudicando você logo no primeiro mês de construção desse patrimônio. Da mesma forma, você não pode criar uma reserva de emergência muito abaixo do que você gasta, afinal, ela não suprirá um possível período de necessidade.

Determinar o seu perfil, seus gastos e a realidade financeira da sua situação é um dos principais pontos para começar a criar a sua reserva de emergência.

No universo das criptomoedas, os investimentos têm alguns pontos que se diferenciam do mercado de ações. A primeira coisa a se fazer, é entender como fazer esse investimento em cripto, quais são as principais moedas do mercado, escolher uma moeda para você operar e por fim montar e executar sua estratégia de trade.

As formas mais comuns de operar em trade com criptomoedas são, scalping trade, day trade e swing trade.

Para comprar Bitcoin e outras criptomoedas abra sua conta na Coinext, de graça!

Considere primeiro o fundo de reserva e depois as suas contas

Construir uma reserva de valor exige bastante cuidado e até mesmo um certo malabarismo para equilibrar seus gastos com o dinheiro para que vai para essa reserva. Um desses malabarismos está na consideração entre o seu fundo de reserva e suas contas. 

Você não pode ficar devendo para aumentar o seu dinheiro guardado, mas deixar para aportar apenas “o que sobra no fim das contas” é algo complicado. Sempre quando estiver para adquirir novas dívidas sempre pense nos investimentos que você vai fazer nessa sua reserva. 

Não faça dívidas que vão prejudicar seus aportes mensais e prejudicar a sua capacidade de guardar o dinheiro necessário para se proteger no futuro. 

Faça aportes mensais

E falando em aportes...vale ressaltar que para uma reserva de emergência eficiente os seus aportes devem ser constantes e até mesmo mensais. Isso quer dizer que, sempre no fim do mês você precisa destinar um valor determinado para a maneira que você escolheu para proteger o seu capital. 

Esse é um compromisso seu com o seu futuro, por isso deve ser realizado de forma periódica e com a certeza de que está seguindo com seu plano como pensado desde o início. Independente da forma que você escolheu, seja um ativo convencional ou criptomoedas... o importante é ter sempre essa visão de investir mensalmente na sua reserva de proteção.

Características das reservas de emergência

Existem algumas características diferentes que determinam o que é uma boa reserva de emergência. Enquanto muitos acham que é apenas guardar dinheiro, é preciso ter algumas características para você também não estar exposto à inflação e acabar perdendo ao invés de estar poupando. 

Confira o que você precisa buscar na sua reserva de emergência para saber que está no caminho certo com a sua escolha:

Liquidez imediata

A Liquidez é um conceito muito importante para o mercado e quer dizer basicamente a facilidade que você tem de transformar um investimento em dinheiro. Por exemplo, guardar dinheiro na poupança tem uma alta liquidez, já que você pode tirar o dinheiro a qualquer momento e com muita facilidade, sem alterar o mercado. 

Investir em ouro tem uma liquidez bem menor, já que é preciso passar por diferentes etapas de venda. O mesmo serve para outros tipos de renda que possuem data de disponibilidade de saque.

Como a reserva de emergência é feita para te proteger em momentos de incerteza, você não pode ficar esperando por esse dinheiro, ele precisa vir rápido.

Por isso, busque por opções que permitem que você possa realizar o saque de imediato, podendo usar o dinheiro assim que for necessário.

Baixo risco

O risco é um assunto delicado de se discutir ou passar alguma recomendação. A verdade é que somente você, dono de suas finanças e a pessoa que mais entende sobre sua realidade e seus objetivos para aquele investimento, poderá dizer o quão você está disposto a correr riscos.

Existem especialistas que recomendam, para a reserva de emergência, a escolha de colocar o seu dinheiro em algum investimento de risco baixo. Isso porque, não faz muito sentido você correr o risco de perder aquilo que está guardando para uma situação inesperada. Sendo assim, alguns analistas acreditam ser bom evitar ações e ativos que tenham uma volatilidade muito grande e que podem atrapalhar o seu investimento como uma forma de segurança. 

O objetivo aqui é ter uma rede de segurança para eventuais quedas e não arriscar o dinheiro em alguma forma de aumentar a rentabilidade.

No entanto, só você saberá dizer se tal ativo possui um risco muito alto ou adequado para você investir sua reserva, pois o risco não é fixo e igual para todos que estão no mercado, depende diretamente da quantia do seu aporte e das suas interpretações para o mercado.

Um erro comum é acreditar que as criptomoedas não são uma boa opção para este tipo de investimento por sua alta volatilidade. A verdade é que tem um detalhe que muita gente esquece: criptomoedas também funcionam como reserva de valor.

Portanto, se você utilizar os criptoativos com esta finalidade, e não tanto para especulação, você consegue atingir o seu objetivo da mesma forma. Inclusive tendo a oportunidade de valorizar o seu dinheiro ainda mais, visto que o Bitcoin é um ativo de reserva de valor antifrágil, escasso e que não inflaciona.

Rentabilidade razoável

Por fim, também é necessário que a sua reserva de emergência tenha algum rendimento, com uma rentabilidade que seja, no mínimo, razoável. Isso porque ela precisa ir de encontro com a inflação.

É justamente nesse ponto que popança se mostra uma opção fraca para esse tipo de aporte. Recentemente a rentabilidade da poupança fica bem próxima da inflação, ora ficando abaixo dela. Isso quer dizer que, no fim das contas, você está perdendo dinheiro. 

Além disso, o dinheiro parado não é uma boa ideia em nenhuma ocasião. Por isso buscar uma rentabilidade satisfatória é interessante para construir um futuro mais certo financeiramente.

Outras dicas de como investir dinheiro

O ponto fundamental na hora de investir dinheiro é investir com inteligência, por isso há várias dicas sobre essa atividade. Mas o que vale é sempre realizar as suas próprias pesquisas e estudar bastante sobre as opções financeiras que existem no mercado. 

Uma dica que muitos deixam passar é: Quanto mais cedo você começar melhor. Seja para investimento em reserva de emergência ou investimentos que buscam rentabilidade. O tempo que seu dinheiro fica investido é sempre um ponto muito importante, por isso quanto mais cedo você começar, melhor.

Você ja pensou em investir em criptomoedas?  Recentemente o Bitcoin vem até ganhando bastante força e a previsão para 2021 é bem positiva!

As demais criptos também não ficam para trás e trazem previsões otimistas para este ano.

Entenda o que é criptomoedas e acesse um guia completo de análise técnica em criptos!

Enquanto ele não atende algumas características que foram descritas durante este artigo, há cada vez mais investidores buscando o ativo digital como uma forma de guardar dinheiro para um futuro próximo ou mais longínquo. 

Uma dica, também muito importante, é sempre desconfiar das possibilidades impressionantes de investimento, com rendimentos chamativos. Muitas vezes essas são promessas vazias que acabam levando à problemas financeiros graves. 

Para investir em criptomoedas aqui na Coinext, você só precisa criar sua conta e realizar um depósito de apenas R$25,00. Depois já está tudo pronto para você operar suas criptos!

Mais nesta categoria
CONTEÚDO PRODUZIDO POR
Essas análises são de responsabilidade da Mercurius e não são uma recomendação de investimento.
Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações pela Coinext.
Obrigado! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Oops! Revise seu email e insira um válido.
Novas moedas na Coinext.
Você até dia 4 de abril.
Serão 5 novas criptomoedas listadas a partir de abril e você pode escolher suas preferidas entre 8 opções.
Vote agora
Feedback