4 investimentos seguros para conhecer hoje mesmo

Procurando investimentos seguros para aplicar seu dinheiro? Conheça aqui 4 alternativas seguras para investir, como funcionam e suas principais vantagens.

José Artur Ribeiro
Última atualização:
1/3/2024
Investimentos

Embora existam diferentes opções de investimentos seguros, muitas vezes as pessoas não investem por falta de conhecimento sobre educação financeira ou até mesmo por insegurança.

Pensando nisso, hoje vamos apresentar alguns tipos de investimentos seguros, quais são os mais rentáveis e qual o nível de risco relacionado com cada um deles.

Assim, você fica por dentro das principais opções para investir, além de perder o medo para começar a fazer seu dinheiro render. Vamos lá?

Quais são os investimentos mais seguros?

É importante deixar claro que não existe um investimento 100% seguro. O que temos, na verdade, são investimentos mais voláteis do que outros.

Isso torna os investimentos de renda variável, como ações e criptomoedas, mais arriscados do que alguns produtos de renda fixa, por exemplo.

Nesse sentido, até mesmo a tão conhecida poupança possui um risco baixo, diretamente relacionado à saúde do banco no qual você escolhe aplicar seu dinheiro.

Ao colocar seu dinheiro na poupança, é preciso levar em conta o risco da instituição financeira emitente decretar falência e a inflação, por exemplo.

Por isso, o Tesouro Direto é considerado um dos investimentos mais seguros, mais ainda do que a poupança, já que são títulos públicos garantidos pelo Governo.

Mas, ainda assim, o investidor não está isento de riscos ao investir no Tesouro Direto. Existe ainda o próprio risco-país, de que o Estado entre em crise e não honre o pagamento de sua dívida, afetando a liquidez dos investimentos pessoais.

Então, como escolher um investimento seguro para investir?

Como não existe investimento isento de riscos, o mais adequado a ser feito é estudar muito cada investimento de acordo com seus objetivos. Isso porque o risco está diretamente relacionado aos ganhos: quanto maior o riscos, maiores são as chances de ganhar mais em suas aplicações, e vice-versa.

Com bastante estudo, é possível entender a relação risco-retorno que melhor se enquadra no seu perfil de investidor e que faz mais sentido para suas metas e prazos estabelecidos.

Para te ajudar na pesquisa desse planejamento, separamos uma lista com 4 investimentos seguros para avaliar:

4 investimentos seguros que você precisa conhecer + 1 bônus

A seguir, destacamos alguns investimentos seguros que vale a pena conhecer melhor:

1. Poupança

Já falamos muito da poupança até aqui, mas precisamos esclarecer mais alguns pontos sobre ela. Na verdade, muitos não consideram a poupança como um investimento de fato, e sim uma forma de poupar dinheiro.

Mas essa ainda é uma das opções mais usadas para quem está começando a buscar formas de aplicação financeira, por ser uma aplicação de renda fixa segura, simples e acessível para todas as pessoas.

Para começar, basta escolher um banco de sua preferência, solicitar a abertura da conta e aguardar a aprovação.

A rentabilidade da poupança será a mesma em qualquer instituição, definida de acordo com a taxa Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira. Portanto, a escolha do banco não vai influenciar no rendimento, apenas na segurança da aplicação.

Com relação à segurança, a poupança conta com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Créditos). Em caso de calote ou quebra do banco, o FGC assegura que quem tem dinheiro aplicado na caderneta receba de volta até R$250 mil, por CPF e por instituição financeira.

uma grande desvantagem da poupança é a baixa rentabilidade, que não costuma ultrapassar os 6% ao ano, que é o teto de rendimento para quando a taxa Selic está acima de 8,5% ao ano.

Por isso, vale a pena conhecer outras opções tão seguras quanto, só que mais rentáveis. Confira a seguir:

2. Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um exemplo de investimento mais rentável que a poupança e que ainda é tão seguro quanto ela.

Essa modalidade funciona como se você estivesse fazendo um empréstimo para o Governo Federal, que será usado para realizar ações no país, como obras de infraestrutura, por exemplo.

Assim, quem investe em Tesouro Direto adquire um título de dívida pública e recebe o dinheiro emprestado de volta, em uma data definida no momento da operação. O valor é recebido de forma corrigida e com o acréscimo de um percentual de juros, sendo esse o rendimento dessa aplicação financeira.

Os riscos dessa modalidade são considerados extremamente baixos, pois a chance de que o Tesouro não honre com o compromisso de pagar seus investidores mesmo durante uma crise econômica é muito improvável.

Por isso o Tesouro Direto é considerado um investimento muito seguro.

3. Investimentos de renda fixa

Existem investimentos de renda fixa mais rentáveis que a poupança e que ainda possuem um baixo risco, já que são assegurados pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Conheça alguns exemplos:

Letras de Crédito

A LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) e a LCI (Letra de Crédito Imobiliário) são exemplos de investimentos seguros.

Quem investe adquire uma Letra de Crédito de uma instituição financeira, que vai utilizar o valor para impulsionar os investimentos do setor em que está inserida, com o agronegócio ou setor imobiliário. Nesse caso, o risco também estará relacionado à solidez do próprio banco emissor.

Tanto a LCA quanto a LCI são isentas do Imposto de Renda, assim como a poupança.

CDB - Certificado de Depósito Bancário

O investimento em CDB funciona de forma semelhante ao Tesouro Direto, só que em vez de fazer um empréstimo para o Governo, quem investe está fazendo um empréstimo a um banco.

O banco vai então usar esse valor como crédito para emprestar a pessoas que precisam desse serviço.

Na data definida no momento da compra, o investidor recebe seu dinheiro de volta, corrigido e com o acréscimo de juros.

Diferente das Letras de Crédito, os CDBs são tributados pelo IR, sendo importante que os investidores escolham um produto que pague uma boa taxa e que seja emitido por um banco sólido, para de fato contar com mais segurança e uma boa rentabilidade.

4. Tokens de Precatório

Os tokens de precatório são mais um exemplo de investimento seguro e com maior rentabilidade que a poupança.

A tecnologia avança em todos os setores, inclusive no campo financeiro, e a tokenização de ativos tem permitido novas formas de acesso a alternativas de investimentos seguros e com boa performance.

O que é token e o que é precatório?

Um token é a representação digital de qualquer bem que possua valor de mercado, como imóveis e obras de arte. Os tokens são um tipo de criptoativo.

Já os precatórios são títulos de dívida pública expedidos pelo Judiciário, que pessoas ou empresas têm a receber de órgãos públicos.

Nesse caso, a Justiça expede um pedido de pagamento de uma dívida quando alguém vence uma disputa judicial contra o Poder Público. Essa dívida é o que chamamos de precatório.

No entanto, o prazo de pagamento pode chegar a anos. Por isso, investidores compram o título de quem precisa receber a dívida com urgência, por um valor bem menor. 

O investidor passa a ser dono do precatório e lucra com a diferença de valor quando o Poder Público finalmente paga aquela dívida, corrigida e com acréscimo de juros.

O que é token de precatório?

Um token de precatório é o nome dado ao ativo digital que corresponde a um pedaço de um precatório. Dessa forma, diferentes pessoas podem participar do investimento em títulos de dívida pública com muito mais praticidade e por um valor bem mais acessível.

Esse é um investimento seguro por ser pouco provável que os órgãos públicos deixem de honrar sua dívida, além de contar com a segurança da Blockchain, tecnologia que garante o funcionamento dos criptoativos.

Na Coinext, você investe em tokens de precatório a partir de R$100. Além de ser um valor bem mais acessível do que comumente encontramos no mercado tradicional, abrir uma conta para começar a investir na Coinext é rápido e fácil, e você pode fazer tudo pelo nosso site ou app.

Invista em tokens de precatório na Coinext. Abra sua conta grátis.

Para saber mais sobre tokenização de ativos, assista ao vídeo a seguir, onde preparamos 4 respostas para entender tudo sobre o tema:

Bônus: Bitcoin é seguro?

Por fim, não podemos deixar de falar sobre o Bitcoin: afinal, o BTC é um investimento seguro ou não?

Com relação ao sistema de funcionamento do Bitcoin, podemos dizer que o Bitcoin é seguro por contar com a tecnologia Blockchain e com criptografia para verificar e registrar todas as transações com a criptomoeda. 

Além disso, seu sistema é descentralizado, humanamente impossível e tecnologicamente inviável de ser hackeado.

Enquanto investimento, é preciso destacar que, assim como as ações, as criptomoedas são consideradas investimentos mais rentáveis, mas também mais arriscados do que a renda fixa, porque são mais voláteis.

Portanto, é essencial analisar o investimento em Bitcoin de acordo com seu perfil de investidor. Essa autoavaliação te permitirá identificar se você realmente se encaixa entre perfis abertos a investimentos mais arriscados.

Como investir em Bitcoin de forma segura?

Para investir em Bitcoin de forma segura você precisa contar com uma corretora séria e que segue todas as boas práticas de compliance e as regras legais de onde atua.

Isso evita problemas com a custódia de ativos dos clientes, e outras questões necessárias para o investimento saudável, como suporte especializado e medidas de segurança extra para quem investe.

Além de seguir as práticas mencionadas, os ativos dos clientes na Coinext são custodiados na BitGo, empresa regulada nos Estados Unidos e com apólice de seguro contra eventuais ataques.

Saiba mais sobre as vantagens de comprar Bitcoin na Coinext com o vídeo a seguir:

E fazer seu cadastro para começar a investir na Coinext é simples, rápido e fácil. Abra sua conta grátis!

Criptos com máxima segurança
Comece a investir agora em apenas 5 minutos.
Abra sua conta e compre seu primeiro Bitcoin em 5 minutos. A partir de R$10.
coinext app storecoinext play store
coinext app storecoinext play store
4,7
100 mil+ downloads
Tags deste artigo
Autor
José Artur Ribeiro
Um dos fundadores e CEO da Coinext. Economista formado pela Università di Roma (Itália) e investidor em criptomoedas desde 2014. Possui mais de 15 anos de experiência em cargos de liderança. Foi CFO da Hexagon Mining e CFO da Vodafone Brasil. Trabalhou também em multinacionais como Airbus Industries (França) e PricewaterhouseCoopers (Itália e Brasil).
Mais nesta categoria