Ethereum 2.0 e a Nova Era Cripto: Report de Novembro da Mercurius Crypto

Confira as principais notícias do mercado de criptomoedas, os destaques do mês e muito mais no relatório de novembro da Mercurius Crypto. Aproveite!

Por
Mercurius Crypto
7/12/2020
Ethereum 2.0 e a Nova Era Cripto: Report de Novembro da Mercurius Crypto

No report deste mês (01/11/2020 a 30/11/2020)

Atualizações
  • Notícias do mercado
  • Dica e destaque do mês
A Nova Era Cripto
  • Uma Nova Proposta
  • O Ínicio de Atualização
  • O Impacto do Ethereum 2.0

Report completo disponível grátis no site da Mercurius Crypto

Por dentro do mercado

Ethereum 2.0: finalmente tivemos seu lançamento

Após arrecadar mais de 700 mil Ethers e conseguir mais de 20 mil validadores, o projeto se tornou realidade, e a Beacon Chain (a Blockchain da Fase 0 da ETH 2.0) foi lançada, com sucesso, no dia 01 de dezembro deste ano.

Ethereum 2.0 Beacon Chain agora no ar. (Imagem: reprodução Coindesk)

All Time High: maior valor da história do Bitcoin

O Bitcoin bateu sua All Time High em dólares nas maiores corretoras do mundo. O mercado vive um momento incerto, com uma grande euforia e otimismo, e assiste um aumento significativo da volatilidade do BTC.

Bitcoin futures hit $20.3K - Cointelegraph
Bitcoin All Time High em dólar (Imagem: reprodução Cointelegraph)

Dica do mês: cuidado com a volatilidade

Estamos vivendo um momento único no mercado de criptomoedas. No último mês atingimos o maior valor da história do BTC nas maiores exchanges do mundo, chegando na All Time High desse ativo.

Podemos observar diversos impactos decorrentes desse momento, em específico, o aumento significativo do volume do mercado spot, que bateu um dos maiores volumes diários médios de sua história, e o aumento significativo na vol. do Bitcoin.

Volatilidade do Bitcoin últimos 12 meses - 2020
Volatilidade do Bitcoin últimos 12 meses. (Imagem: Mercurius Crypto)

O aumento da volatilidade está muito ligado à indecisão dos investidores e à grande euforia do mercado, sendo impossível a dica desse mês não ser: cuidado com a alavancagem e novos aportes no bitcoin, estamos vivendo um dos preços mais altos da história do ativo e um dos momentos mais voláteis do mercado.

Destaque do mês

Se observamos o interesse do termo compre Bitcoin no Google Trends, percebemos que esse movimento de mercado não está ligado ao investidor de varejo mas, ao que tudo indica, ao investidor institucional. Em 2017, por exemplo, esse termo chegou ao seu máximo de pesquisa (100/100), valor muito longe do atual. Já em 2020, atingimos uma pontuação de pesquisa de apenas (24/100).

Entrada de investidores institucionais x preço do Bitcoin
Entrada de investidores institucionais x preço do Bitcoin. (Imagem: Mercurius Crypto)

Portanto, é necessário entender qual é a tese de investimentos para o Bitcoin para os investidores institucionais, onde entra a assimetria do preço do BTC em relação a outros mercados (como o ouro), e o fator do ativo ser um excelente diversificador.

Enquanto essas premissas forem válidas, a alta do mercado de criptomoedas possui bases fundamentalistas para se manter constante, dado que esse movimento atual possui um viés muito mais bem fundamentado que o de 2017, e a rede está longe de apresentar problemas de escalabilidade.

Ethereum 2.0: uma nova era cripto

Uma das novidades que mais está sendo comentada pelo mercado de criptomoedas nesses últimos meses é a Ethereum 2.0.

A atualização da segunda maior criptomoeda em termos de Market Cap da atualidade, integrante da maior Blockchain do mundo (que transacionará cerca de 1 trilhão de dólares em 2020), é um dos momentos mais importantes do ano.

Esse projeto, que possui um pouco mais de cinco anos, não suporta apenas o Ether, mas também é a base para todos os tokens ERC-20, como Chainlink, USDT, USDC, MakerDao, DAI, entre outros.

Gráfico com Preço do Ether em dólar de 2016 a 2020
Preço do Ether em dólar de 2016 a 2020. (Imagem: Mercurius Crypto)

Esse crescimento exponencial teve um impacto claro na Blockchain da Ethereum, especialmente em 2020 durante o Boom das DeFi, quando as taxas de transações da ETH bateram seu recorde histórico e, com isso, evidenciaram que estava na hora de mudanças para que todo esse ecossistema pudesse evoluir.

Importante ressaltar que esse crescimento era algo que já estava no roadmap da Ethereum desde seu início. Quando tivemos a criação do ativo com a finalidade de se tornar a base para qualquer aplicação descentralizada da atualidade, o time de desenvolvedores da ETH, especialmente o seu criador Vitalik Buterin, já estava planejando uma grande atualização para aumentar a escalabilidade do projeto.

Taxa de transações da rede da ETH em Ether.
Taxa de transações da rede da ETH em Ether. (Imagem: Mercurius Crypto)

É fundamental compreender que o que observamos até hoje da ETH foi apenas um “MVP” para o verdadeiro propósito do ativo, de maneira que a atualização da ETH 2.0, que se iniciou no dia primeiro de dezembro deste ano, foi algo planejado desde 2015, e que estava sendo estudado e desenvolvido desde então.

Ah, e para cumprir com o seu objetivo de criação (ser a internet das Blockchains), é fundamental que essa atualização da Ethereum tenha sucesso.

Também é importante comentar que, apesar da atualização do algoritmo da ETH impactar, de maneira muito relevante, todo o ecossistema de criptomoedas, essa atualização não ocorrerá do dia para a noite, será um processo longo e gradual que deve durar, ao menos, cinco anos a partir de agora.

Roadmap da Ethereum desde sua criação x preço do ativo
Roadmap da Ethereum desde sua criação x preço do ativo. (Imagem: Mercurius Crypto)

Para compreender a Ethereum 2.0, é fundamental compreender seu objetivo, que é de construir uma rede muito mais descentralizada, ecologicamente correta e sustentável, com uma política monetária mais bem desenvolvida e sem depender de mineradores e do poder de validação bruto, além de possuir taxas bem mais baratas para as aplicações descentralizadas.

Isso será possível através de duas grandes mudanças estruturais no formato da Blockchain da Ethereum. A primeira é a troca do seu algoritmo de consenso (meio pelo qual as transações são validadas), sendo uma mudança do modelo de Proof of Work (algoritmo atual), que é baseado no uso de computação bruta para validação dos dados, para um modelo de Proof of Stake.

A segunda mudança será a alteração do formato da base de dados da Blockchain da Ethereum, que sairá de um modelo de uma única base de dados para Blockchain, para um formato divisível em 64 partes, conhecidos como Shards.

rede de criptomoedas escalável, sutentável e descentralizada
Imagem: Mercurius Crypto

Para realizar o objetivo apontado acima, o projeto da Ethereum 2.0 foi divido em quatro fases que irão implementar, aos poucos, as alterações devidas.

Atualmente, estamos no início da fase zero, em que iniciamos a validação de algumas transações da Ethereum pelo modelo de Proof of Stake (PoS). Entretanto, esse processo está sendo realizado em uma Blockchain paralela à Blockchain principal da ETH: a Beacon Chain.

Daqui a cerca de um ano devemos observar a implementação da fase 1 e da fase 2 da atualização, com a implementação dos Shards e a integração dessa atualização na rede principal da ETH.

Por fim, teremos a fase 3, em que iremos revisar todas as fases anteriores e ajustar os eventuais problemas apresentados na rede.

Fases do Ethereum 2.0
Fases do Ethereum 2.0 (Imagem: Mercurius Crypto)

Para ter acesso ao relatório completo, acesse o site da Mercurius Crypto e faça o download gratuito!

Mais nesta categoria
CONTEÚDO PRODUZIDO POR
Essas análises são de responsabilidade da Mercurius e não são uma recomendação de investimento.
Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações pela Coinext.
Obrigado! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Oops! Revise seu email e insira um válido.
Concorra a Bitcoins e R$10.000 em prêmios!
Participe da Promoção Indique e Ganhe. Compartilhe seu link de afiliados com amigos e concorra automaticamente.
SAIBA MAIS
Feedback