Novo recorde do Bitcoin: devemos seguir Elon Musk?

O Bitcoin atingiu novo marco histórico graças a uma ação da Tesla e movimentos de Elon Musk. Quais são os impactos disso? Fique atento para os riscos.

Por
Luiza Brito
10/2/2021
Novo recorde do Bitcoin: devemos seguir Elon Musk?

No dia 8 de fevereiro, o Bitcoin apresentou novamente sua máxima história atingindo incríveis U$46.500 (dólares), aproximadamente R$259.000. O motivo? Foi anunciada uma compra de bitcoins no valor de 1,5 bilhão de dólares pela companhia Tesla Motors. Além disso, a empresa também informou que passará a aceitar bitcoins como forma de pagamento.

Muitos comemoraram, aproveitaram o ATH (all time high) para fazer suas operações e tentar aproveitar ao máximo essa nova alta. Mas, essa movimentação toda de Musk, que causou uma oscilação muito brusca na moeda, não foi tão bem recebida por todos.

Não seria a primeira vez que Musk mexe seus pauzinhos e influencia diretamente no mercado, tanto cripto quanto de ações.

Elon Musk (1971) é um empreendedor norte-americano de origem sul-africana. É co-fundador e CEO da companhia Tesla Motors, pioneira na fabricação de carros elétricos. É também o fundador e CEO da SpaceX, a primeira empresa a vender um voo comercial para a Lua e que é a promessa de levar o homem a Marte. Também está a frente de outras empresas de tecnologia inovadoras, como Neuralink e The Boring Company.

Por várias vezes, o bilionário deu declarações polêmicas que dividiu opiniões a seu respeito. E seus últimos comentários sobre criptomoedas vêm para somar nesta lista.

Assim como boa parte de nós, Elon Musk também se diverte expondo seus pensamentos, dúvidas e questionamentos nas redes sociais. A diferença entre nós e ele é que sua conta é acompanhada de perto por mais de 45 milhões de pessoas - muitos deles fãs que são notáveis por estarem sempre buscando um significado mais profundo em qualquer declaração que venha do empresário pelas redes sociais, sobretudo o Twitter.

Musk já foi acusado de manipulação de ações pelo mercado financeiro em outros momentos e, com suas recentes declarações, fica a dúvida: seria mais uma manipulação do empresário em benefício próprio?

As maiores polêmicas de Elon Musk

Ações da Tesla

No final de 2018 e início de 2019, Musk foi processado pela SEC dos Estados Unidos (Securities and Exchange Commission - equivalente à Comissão de Valores Imobiliários no Brasil). Ele fez um tuite dizendo que teria fundos suficientes para fechar o capital da Tesla, sendo acusado de manipular o mercado com falsas informações.

GameStop

Já mais recentemente, no dia 26 de Janeiro, o Twitter foi tomado por um frenesi especulativo que surgiu primeiramente em fóruns da internet e que, com uma ajudinha de Musk, tomou conta de Wall Street e outros mercados financeiros globais.

Musk compartilhou em seu Twitter o fórum de discussões Wall Street Bets, acompanhado apenas pela palavra “GameStonks” - uma referência à empresa GameStop. A empresa, uma varejista de videogames e jogos eletrônicos, que estava quase falida, depois do tuite de Musk, teve suas ações valorizadas em 157% em um dia. Isso porque o fórum compartilhado por ele pautava uma manipulação do preço das ações da empresa.

A manifestação não agradou a todos, já que um fundo de hedge que havia investido na empresa vendeu sua posição após o tuite, e embolsou mais de US$700 milhões.

Signal

Os fãs que acompanham o bilionário pelas redes sociais muitas vezes buscam significados profundos em qualquer declaração. E nem sempre Musk escreve algo muito concreto ou profundo sobre o mercado. E isso ficou claro mais uma vez com um tuite dele sobre a empresa de mensagens criptografadas Signal.

Musk publicou indicando para as pessoas usarem a Signal, se referindo à plataforma de mensagens. No entanto, o que aconteceu foi que os seguidores cometeram um erro de julgamento e acabaram impulsionando as ações de uma pequena empresa de saúde com o mesmo nome: a Signal Advance viu suas ações saírem de US$0,60 para US$70,85.

Obviamente, tudo durou por pouco tempo. Mas o estrago já estava feito e muitas pessoas perderam dinheiro apostando errado no calor do momento.

Sandstorm

Também no Twitter, outro famoso episódio do CEO da Tesla foi quando ele publicou “Sandstorm é uma obra-prima”, se referindo a uma música. Seus seguidores fanáticos, que buscam significado em qualquer coisa, acabaram entendendo que era uma indicação de compra de ações de uma empresa de mineração de ouro canadense chamada Sandstorm Gold. Suas ações valorizaram 55% em um dia. Mais uma vez, é claro que o rali não durou muito e o estrago já estava feito.

Elon Musk, Bitcoin e Dogecoin

Já ficou bem claro o enorme impacto de uma fala ou posicionamento de Elon Musk, por menor que seja. Agora, em 2021, o bilionário ganhou ainda mais destaque na mídia por ter aparecido diversas vezes e movimentado bravamente o mercado cripto.

Na madrugada da sexta-feira do dia 29/01, Musk adicionou simplesmente a hashtag #bitcoin em sua bio do Twitter. Em questão de minutos, o preço da moeda disparou, registrando uma valorização de 20%.  Em meia hora o ativo aumentou US$4.000 e depois mais US$2.000 nos minutos seguintes. Aqui no Brasil, a moeda chegou a ser negociada por mais de R$200.000.

Na quinta-feira, dia 04/02, Musk voltou a movimentar as redes sociais ao postar diversos tweets manifestando seu apoio à criptomoeda Dogecoin. Evidenciando mais uma vez sua forte influência no mercado cripto e financeiro, o preço da Dogecoin subiu 60% e poucas horas. A moeda agora vale U$ 0,047, um aumento de 540% no último mês!

dogecoin-elon-musk
(Imagem: retirada do Twitter do Elon Musk)


Investimento da Tesla

E não para por aí. Na segunda-feira, dia 08/02, a Tesla, montadora dos carros elétricos que Musk é CEO, fez um aporte de 1,5 bilhão de dólares no Bitcoin, de acordo com o documento que foi protocolado na Securities and Exchange Commission (SEC), órgão regulador dos Estados Unidos.  

A empresa informou que a compra foi motivada por “mais flexibilidade para diversificar ainda mais e maximizar os retornos sobre nosso caixa”. A companhia ainda declarou que vai começar a aceitar pagamentos em bitcoins, de acordo com as leis do país e, inicialmente, de forma limitada.

O ato teve uma repercussão e tanto no preço da moeda, que disparou e teve uma valorização de 15,5% no acumulado de 24 horas. Foi cotada a mais de U $44 mil dólares e no Brasil chegou a ser negociada por aproximadamente R$260.000.

Atenção aos riscos

Ainda que as declarações e atitudes de Elon Musk ajudem a reforçar o valor do Bitcoin e aumentar sua adoção (principalmente ao ter uma das empresas mais valiosas do mundo fazendo uma grande aposta na moeda), é necessário ter cautela com essa bull run. Sem dúvida, esses movimentos de empresas e grandes influenciadores fortalecem a criptomoeda no longo prazo e, consequentemente, seu valor. Mas o risco imediato pode ser alto.

É claro, que como investidores, desejamos sempre ver nossos ativos, independente de quais são eles, performando bem e sendo valorizado no mercado. No entanto, também não devemos agir como torcedores dos ativos e acreditar que sempre que estão valorizados é um bom sinal, ou mesmo que a valorização a qualquer custo é justificada. 

É fundamental , neste momento, entender que o mercado precisa do equilíbrio para funcionar bem e ter maior sustentabilidade ao longo dos anos. Nem só de momentos bons e alta valorização vivem os ativos. Para haver esse equilíbrio entre compradores e vendedores, o ativo precisa caminhar de forma saudável, ou seja, tanto sua valorização quanto sua correção precisam acontecer de forma natural, pelos movimentos do mercado como um todo. 

Quando acontece algo como o que Musk vem fazendo, as moedas terão constantemente esse impacto brusco em seus valores, fazendo que o preço chegue às alturas em questão de horas. Isso causa um desequilíbrio muito grande no mercado e impacta também na barreira psicológica dos traders, que ficam eufóricos para venderem as reservas que haviam comprado para lucrar nessa alta, ou que gastam muito mais na compra do que gastariam em qualquer outro momento. O resultado você já imagina...

Caso o ativo não consiga se manter no valor alto que alcançou, e o investidor que fez a compra na alta para poder surfar na valorização também não consiga vender seus ativos por um preço que dê lucro, todo o mercado fica prejudicado. Os investidores entram num ciclo de desmotivação e ficam desestabilizados.

E ainda, do ponto de vista ético e até mesmo legal, o que Musk vem fazendo pode ser facilmente considerado uma manipulação do mercado em seu favor. Como o bilionário tem consciência do seu poder nas redes sociais e ainda é dono de uma fortuna avaliada em US$ 184,7 bilhões de dólares, ele tem tudo o que é necessário para causar uma verdadeira confusão no mercado cripto: influência na internet e poder de compra absurdamente alto. 

Entenda o seu limite

Como nas manipulações anteriores, intencionais ou não, uma coisa é certa: Elon Musk nunca saiu perdendo. Já outros investidores, que se deixaram levar pela comoção generalizada e pelo medo de perder oportunidades sem analisar os riscos, o desfecho foi bem diferente. A corda arrebenta para o lado mais fraco.

A alta do Bitcoin é sim para ser comemorada, desde que você, trader e admirador do mercado cripto, tenha em mente que é preciso ter cautela para reagir a estas valorizações e até uma certa frieza emocional para tomar decisões. 

Quando estamos no epicentro de uma situação, não conseguimos visualizá-la por inteiro e muito menos ter noção de até onde podem chegar os efeitos de manipular assim o mercado, como Musk vem fazendo. É preciso se afastar para enxergar a situação como um todo e ter discernimento para compreender até que ponto tudo isto é saudável e “natural” no mercado. 

Se você está lucrando agora por ter comprado antes ou espera valorizações a médio ou longo prazo, ótimo! Aproveite a situação a seu favor. Mas tenha cuidado caso esteja chegando neste momento no mercado.

Busque informações em veículos sérios de informação e se aprofunde nos assuntos, busque entender a raiz das coisas, bem como até onde podem chegar os tentáculos de cada uma dessas grandes manifestações e interferências no mercado cripto, especialmente no curto prazo. É fundamental nesse períodos, também, ter conhecimento sobre análise técnica de criptomoedas e estratégias de trade.

O Bitcoin e as criptomoedas continuam sendo um ativo promissor, mas oscilações bruscas e correções de preço são esperadas após momentos de grandes valorizações - principalmente quando essas estão associadas a especulações de quem tem pouco a perder.

Invista em Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext. Aqui você tem apoio e as menores taxas do mercado.
Mais nesta categoria
CONTEÚDO PRODUZIDO POR
Essas análises são de responsabilidade da Mercurius e não são uma recomendação de investimento.
Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações pela Coinext.
Obrigado! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Oops! Revise seu email e insira um válido.
Concorra a Bitcoins e R$10.000 em prêmios!
Participe da Promoção Indique e Ganhe. Compartilhe seu link de afiliados com amigos e concorra automaticamente.
SAIBA MAIS
Feedback