Investir em criptomoedas é seguro? Entenda de uma vez por todas

Investir em criptomoedas é seguro? Nesse conteúdo, você conhece a segurança por trás do mercado de criptomoedas e vê como investir sem cair em golpes.

Equipe Coinext
1/4/2022
Investir em criptomoedas é seguro? Entenda de uma vez por todas
Compre as principais criptomoedas com segurança.
Abra sua conta grátis. Faça um Pix. Comece em instantes.
Começar

Você já se perguntou se investir em criptomoedas é seguro? Já encontrou alguém falando que não investe em cripto por não achar esse mercado seguro?

Com as grandes altas das criptomoedas como o Bitcoin, e os crescentes comentários na mídia e envolvimento de celebridades com o universo cripto, muitos investidores e até mesmo pessoas que nunca tiveram contato com a atividade passaram a considerar investir em moedas digitais. E por ser uma novidade para muitos, a segurança dos criptoativos também é frequentemente questionada por quem está conhecendo esse mercado agora.

Assim, como o mercado de criptomoedas é recente, é mesmo comum que junto com esse interesse dos usuários surjam também muitas dúvidas, além de desinformação.

Por isso, preparamos este conteúdo para que você possa entender de uma vez por todas por que criptomoedas são seguras e qual o caminho para começar a investir com segurança. Continue lendo para entender:

  • Criptomoedas são seguras?
  • Como funciona o investimento em criptomoedas
  • Quais os riscos de investir em criptomoedas?
  • Como investir em criptomoedas com segurança
  • Existe um valor mínimo para investir em criptomoedas?

Criptomoedas são seguras?

Criptomoedas são moedas digitais que podem ser transferidas livremente entre pessoas, sem a intermediação ou controle de uma entidade central, como um governo ou órgão específico. Elas podem ser usadas principalmente como instrumento de troca, facilitando transações comerciais em qualquer parte do mundo, com os benefícios de maior transparência, liberdade e menores taxas.

O Bitcoin é a mais conhecida entre elas e líder do mercado, mas existe ainda uma ampla variedade de criptomoedas, conhecidas como altcoins, como Ethereum e Solana, por exemplo, duas outras grandes moedas do cenário atual.

Esse valor de mercado não é estabelecido ou garantido por uma lei ou instituição centralizadora, e por isso a cotação dos criptoativos é determinada pela livre oferta e demanda.

Mas então, o que garante a segurança das criptomoedas?

É justamente o caráter descentralizado das criptomoedas um dos motivos que mais levam as pessoas a terem dúvidas sobre sua segurança. Mas existe uma resposta para isso:

A tecnologia que mantém toda a base de funcionamento das criptomoedas, garantindo sua seguridade sem comprometer a liberdade e a descentralização, é chamada Blockchain.

A segurança Blockchain

O conceito de Blockchain, traduzido como “cadeia de blocos”, pode ser entendido como uma rede formada por um grande número de computadores, chamados “nós”.

Esses nós constantemente checam a veracidade das informações e validam operações, em troca de recompensas em criptomoedas. Caso um nó seja desligado, os demais continuarão o trabalho de verificação normalmente. Desse modo, essa estrutura protege a rede de ataques que poderiam afetar servidores centralizados.

A Blockchain registra todos os dados sobre as operações e utiliza criptografia para manter as transações seguras e proteger a privacidade dos usuários, sem precisar de um intermediário.

Logo, essa é uma garantia de que a rede permanecerá em funcionamento e de que nenhuma transação pode ser manipulada ou desfeita, e de que nenhuma moeda pode ser falsificada ou duplicada.

Então, sim: criptomoedas são seguras. 

Aliás, o sistema Blockchain é tão confiável e eficiente que tem sido utilizado inclusive em outros serviços.

Entretanto, é preciso ressaltar que essa tecnologia garante a segurança dos criptoativos, porém o sucesso e a segurança dos seus investimentos vai depender de outros fatores. 

Isso porque, assim como qualquer outro investimento em renda variável, investir em criptomoedas também envolve riscos e o lucro não é garantido.

A seguir, vamos te explicar como funciona o investimento em ativos digitais, quais são os riscos existentes e como amenizá-los.

Invista em cripto com segurança. Abra sua conta grátis na Coinext.

Como funciona o investimento em criptomoedas

Os investidores de criptomoedas obtêm lucro com a diferença entre o preço de compra e o de venda. Nesse sentido, espera-se comprar uma criptomoeda por um preço menor, aguardar ela valorizar, para depois vendê-la a um preço maior. A diferença entre as duas operações será seu lucro.

No entanto, esse lucro não é previsível, pois a valorização de uma criptomoeda vai depender da oferta e demanda do mercado, ou seja, irá oscilar de acordo com a expectativa e o interesse das pessoas em comprar ou vender um criptoativo.

Isso quer dizer que nada garante que, ao segurar uma quantidade de criptomoedas por um tempo, você realmente terá lucro mais tarde. Por exemplo, pode acontecer de você comprar uma criptomoeda na alta em um mês, e ter uma decepção no mês seguinte se a moeda desvalorizar.

Portanto, a ideia central é a mesma do investimento do mercado de ações: comprar na baixa para vender na alta.

Ainda que existam diferentes estratégias e ferramentas de análise técnica, um dos grandes desafios dos investidores é justamente conseguir presumir esses movimentos do mercado para obter maior sucesso em suas operações.

Por conta disso é tão importante compreender a dinâmica de mercado e por que um criptoativo valoriza ou desvaloriza, e assim conseguir amenizar os riscos que trataremos a seguir.

Traga seu dinheiro para o futuro.

Quais os riscos de investir em criptomoedas?

De maneira geral, existem os riscos inerentes a qualquer tipo de investimento em renda variável, como o de não obter o retorno esperado ou o de realizar uma operação no momento errado, levando ao prejuízo.

Outra questão geradora de risco é o fato de que a valorização de uma criptomoeda depende, por exemplo, do interesse do público em comprá-la. Então, pode acontecer de que a criptomoeda que você comprou com o objetivo de obter rendimentos com a venda um ano depois acabe perdendo o interesse do público meses antes e se desvalorizar.

Além desses pontos, existe ainda um fator muito importante sobre as criptomoedas que você precisa conhecer:

Volatilidade

Os riscos também estão relacionados à volatilidade. Dizer que criptoativos são voláteis significa que seus preços podem variar consideravelmente em um curto período de tempo, tanto em subida quanto em queda.

É por conta desse fator que o Bitcoin pode iniciar o dia valendo US$35 mil e finalizar valendo US$40 mil, por exemplo.

No entanto, ao mesmo tempo que a volatilidade é um fator de risco, é por meio dela que traders exploram as possibilidades de obter maior lucro. Nesse caso, o risco é grande tanto para o ganho quanto para a perda.

Como investir em criptomoedas com segurança

Como acabamos de ver, o mercado de criptomoedas não está isento de riscos, mas existem medidas que podem ser tomadas para evitá-los. Destacamos abaixo alguns cuidados fundamentais para investir em criptomoedas com mais segurança:

1. Conheça seu perfil de investidor

Uma das primeiras etapas, e parte essencial da estratégia de investimento, é compreender bem qual é seu perfil de investidor. Essa é uma análise feita para identificar qual é sua tolerância ao risco, seus objetivos e expectativas, e como eles podem ser colocados em prática de modo coerente com sua personalidade e realidade, de forma que faça sentido para você.

Essas questões vão te dar informações essenciais para a tomada de decisão e o desenvolvimento de uma estratégia mais assertiva.

2. Estude o mercado

Já vimos até aqui que o lucro obtido com o investimento em criptomoedas não é fixo, previsível ou garantido. Por essa razão é fundamental estudar bem o mercado e compreender as características das criptomoedas.

Pesquise sobre a dinâmica de mercado, as principais criptomoedas e comparações entre elas. Caso opte por utilizar uma corretora, é preciso conhecer também seu histórico, compreender o funcionamento da plataforma e as ordens utilizadas.

Comece pelo básico e vá se aprofundando ao longo do tempo, sempre se mantendo atualizado sobre as principais notícias do mercado e análises de especialistas. Todo esse conhecimento irá servir para que você consiga investir com mais confiança.

No vídeo abaixo, você encontra algumas dicas para começar a investir de forma mais segura.

3. Entenda a volatilidade

As criptomoedas são ativos bastante voláteis, ou seja, seus preços variam consideravelmente em pouco tempo, o que faz com que o risco do investimento seja maior tanto para o lucro quanto para o prejuízo.

Portanto é preciso saber lidar com essa oscilação para identificar o nível de risco que você assume ao investir em um determinado criptoativo e compreender bem as movimentações de preço, para então determinar um possível cenário favorável para obter bons retornos.

Conte com ajuda para investir em cripto. Abra sua conta.

4. Desconfie de promessas tentadoras

O mercado de criptomoedas tem crescido e chamado a atenção de cada vez mais investidores e, infelizmente, existem pessoas mal intencionadas que visam tirar vantagens financeiras dos usuários. Alguns golpes comuns são pirâmides financeiras com criptos, moedas e carteiras virtuais falsas.

Mas identificá-los não é tão difícil: em geral, eles usam sites e e-mails duvidosos, com fontes sem muitas informações e fazem promessas de dinheiro rápido e fácil. 

Para evitar essas situações, sempre desconfie de promessas muito tentadoras. Lembre-se: nesse mercado, não há lucro garantido. Pesquise o histórico das corretoras ou criadores de algum produto ou serviço envolvendo criptomoedas, além de depoimentos de outros usuários em fóruns e sites de confiança.

Outro ponto importante para se proteger é priorizar sua privacidade. Armazene suas criptos somente em apps ou softwares de carteiras confiáveis e nunca compartilhe suas senhas e chaves privadas, nem salve-as online.

5. Diversifique investimentos

Diversificar seus investimentos significa alocar partes menores de sua reserva em diferentes criptoativos. Montar uma carteira diversificada é uma forma de se resguardar e minimizar riscos, e de evitar ficar suscetível às variações de apenas uma criptomoeda. 

Desse modo, você também estará criando mais possibilidades de gerenciar a volatilidade, comprando e vendendo de maneira alternada.

Diversifique seu investimento com criptos. Venha para a Coinext.

Investindo em criptomoedas

As duas formas mais fáceis e práticas de investir em criptomoedas para quem está começando são por meio de corretoras ou ETFs:

Corretoras de criptomoedas

Uma corretora ou exchange é um dos meios mais simples de investir em criptomoedas com segurança.

Isso porque ela faz todo o processo de intermediação das transações entre as partes envolvidas na negociação e também disponibiliza sua própria carteira virtual para armazenamento das suas moedas.

Outra vantagem das corretoras é que você gasta menos com taxas e encontra uma variedade maior de criptoativos disponíveis para compra.

Aqui na Coinext, você consegue negociar várias das principais criptomoedas do mercado e ainda conta com uma interface completa, com diferentes tipos de operações e dados relevantes que podem te ajudar a investir com mais confiança.

Explore o mercado cripto. Abra sua conta grátis na Coinext.

ETFs de criptomoedas

ETFs (sigla para Exchange-Traded Funds), também conhecidos como fundo de índices, são fundos de investimentos que podem ser negociados na bolsa de valores, reunindo recursos de diversos investidores e acompanhando algum índice de referência.

No caso das criptomoedas, exemplos de índice são o Nasdaq Crypto Index, desenvolvido pela gestora brasileira Hashdex em parceria com a bolsa norte-americana Nasdaq, e o S&P Bitcoin Index, da S&P Dow Jones.

Os ETFs podem ser uma opção interessante para quem está começando por sua facilidade, já que não há a necessidade de dominar muito a fundo os muitos termos técnicos envolvendo criptoativos, nem montar uma carteira de criptomoedas ou fazer um acompanhamento mais minucioso do setor.

No entanto, pode ser um meio mais caro por conta das taxas administrativas, de corretagem e emolumentos.

Essas duas opções podem ser mais adequadas para quem está começando, mas é possível ainda comprar criptomoedas diretamente de outro usuário, o chamado P2P (Peer to Peer), para começar a investir.

Cripto é na Coinext.

Existe um valor mínimo para investir em criptomoedas?

Para investir em criptoativos você pode começar com menores quantias, pois é possível comprar frações de criptomoedas. Essa possibilidade as torna uma forma democrática e acessível de investimento.

Na Coinext, por exemplo, você consegue abrir sua conta de forma gratuita e começar a negociar com apenas R$25. Assim, você inicia com pouco e vai alocando mais investimentos à medida que se sentir confortável, e de acordo com seu planejamento. Abra sua conta grátis agora mesmo!

investir-em-criptomoedas-e-seguro

Agora que você entende que investir em criptomoedas é seguro, sabe que já pode começar a contar com esses ativos para sua carteira de investimentos. Nesse momento, conte com a Coinext e tenha ajuda para investir com mais segurança.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Compre Bitcoin e outras moedas com segurança.
Abra sua conta grátis. Faça um Pix. Compre em instantes.
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Mais nesta categoria
CONTEÚDO PRODUZIDO POR
Essas análises são de responsabilidade da Mercurius e não são uma recomendação de investimento.
Assine nossa newsletter e receba conteúdo toda semana
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo comunicações no meu e-mail
Obrigado! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Oops! Revise seu email e insira um válido.
Concorra a Bitcoins e R$10.000 em prêmios!
Participe da Promoção Indique e Ganhe. Compartilhe seu link de afiliados com amigos e concorra automaticamente.
SAIBA MAIS
Feedback