Especulação Financeira: O que é? Entenda sobre

Você já ouviu falar de especulação financeira? Entenda como essa estratégia funciona , há diferença entre especulação e investimento? Entenda tudo sobre.

Por
Luiza Brito
2/8/2021
Especulação Financeira: O que é? Entenda sobre

Você sabe o que é especulação financeira? Será que é a mesma coisa que investimento? Se você participa do mercado, provavelmente já ouviu esta palavra, mas entender seu conceito na íntegra é essencial para te mostrar, inclusive, como se comportam os ativos nos quais você investe. 

Confira o que você vai aprender no artigo de hoje:

  • Como funciona?
  • Especulação financeira no Day Trade
  • Especulação financeira no Swing Trade
  • Especular ou investir: Quais as diferenças?
  • Quais são as vantagens da especulação financeira?

No universo das criptomoedas, é bem comum dizermos que tal moeda é majoritariamente especulativa. Sobre a Dogecoin, por exemplo, muitos traders afirmam constantemente que ela é uma moeda especulativa. Entendendo o conceito da palavra, você consegue entender também porque os traders consideram uma boa prática para aquele ativo.

Então, sem mais enrolação, o que é especulação financeira?

Especulação financeira pode ser compreendida como uma estratégia que usamos para investir, similar a uma aposta. É basicamente você apostar que aquele ativo em que está investindo vai ter uma movimentação naquele período, seja de valorização ou de recuo.

É uma estratégia que envolve um risco maior, uma vez que, mesmo que o trader estude e realize suas análises sobre a movimentação do mercado, ainda não há garantias que o lucro irá ocorrer. Sendo assim, ele aposta e arrisca, alocando o dinheiro no ativo. Normalmente, as pessoas especulam em uma movimentação em curto ou médio prazo.

É possível especular financeiramente com diversos tipos de ativos, commodities, ações, títulos, moedas fiat, e é claro, com criptomoedas.

Como funciona?

A principal característica da especulação financeira é o fato de que não há garantias de que vai ocorrer o movimento esperado pelo investidor, existe sempre o risco, a incerteza. 

Existem algumas características dos ativos em que se está investindo, ou mesmo da estratégia que será utilizada, que podem impactar no seu resultado. Conforme foi dito acima, faz mais sentido especular em um ativo buscando o lucro a curto e médio prazo. Isso porque as prioridades de quem está buscando rendimentos de curto e médio prazo são diferentes de quem busca o rendimento a longo prazo.

Aqueles que investem com estratégias para o longo prazo, priorizam a segurança do seu patrimônio, e por isso fazem trades menos arriscados, e investem em ativos nos quais já sabem que têm boas chances de valorizar com o tempo. São pessoas que investem com base em análises fundamentalistas, mais focadas nos motivos que poderão valorizar o ativo com o passar do tempo. Aqui se encaixam os investidores com perfil moderado ou conservadores.

Já os investidores de curto e médio prazo priorizam o retorno financeiro e estão dispostos a arriscar mais. São pessoas que têm mais tempo para dedicar à atividade de investimento e podem observar de perto as movimentações do mercado, para estar sempre preparado para fazer o trade na hora certa. Também chamados de investidores agressivos, ou arrojados.

Além disso, existe também a volatilidade, característica importante dos ativos financeiros que ajuda na especulação. De maneira resumida, volatilidade é a capacidade dos ativos de oscilarem seu preço em um curto espaço de tempo. É uma característica forte das criptomoedas, e é justamente por isso que as estratégias de curto e médio prazo podem trazer resultados para os especulativos. 

Especulação financeira no Day Trade

De maneira resumida, o Day Trade é uma estratégia de investimento voltada para o curto prazo. Neste modelo, o investidor entra e sai do mercado no mesmo dia, buscando a valorização diária do ativo. Com as criptomoedas, não existe abertura e fechamento de pregão, o mercado funciona 24 horas por dia, sete dias por semana. Sendo assim, os day traders de cripto buscam o lucro justamente na volatilidade das moedas, ou seja, nas variações que elas apresentam ao longo do dia. 

Especular desta maneira é simplesmente apostar que o ativo irá variar seu valor durante o dia, ou durante a noite. E assim, eles especulam o momento de entrada e saída durante aquele intervalo de 24 horas.

Exemplo prático:

João é um investidor cripto que quer especular com a Dogecoin. Ao iniciar o dia, às 08h da manhã, João constatou que a moeda estava sendo cotada a R$1,07. Após consultar alguns perfis de analistas e outros investidores de DOGE pela internet, João decidiu apostar e especular que a moeda iria valorizar e poderia chegar a R$1,11 ao final do dia. 

Sendo assim, ele realiza a compra de manhã, no valor de R$1,07. E a noite, às 20 horas, João voltou para conferir como estava a cotação da moeda para realizar a venda. Ele então constatou que a moeda chegou a R$1,09 e realizou a venda. 

Repare que, assim como em nosso exemplo, nem sempre as especulações atendem às expectativas dos investidores. Neste caso, ela valorizou, mas não atingiu o valor que ele estava apostando, mesmo assim, João decidiu realizar a venda e obter o seu lucro.

Especulação financeira com Swing Trade

O swing trade é uma outra modalidade de estratégia de investimento, desta vez voltada à um retorno de médio prazo. No Swing Trade, o intervalo entre o momento de entrada e saída do mercado pode chegar a algumas semanas, durando um pouco mais que o Day Trade. 

Neste caso, os traders especulam em cima dessa valorização, ou desvalorização, com o passar dos dias, e não das horas. 

Especular ou investir: quais as diferenças?

A especulação pode ser compreendida como uma estratégia de investimento, uma maneira de se investir em algum ativo. Porém, existem outras diferenças também, o investimento se preocupa, principalmente, com o rendimento das operações. Enquanto a especulação se atenta mais às movimentações do ativo, aposta se o ativo irá ter alguma movimentação ou não.

Quando falamos em investimento, de uma maneira menos abrangente, normalmente, espera-se que o investidor por trás possua algum conhecimento sobre o ativo em que está investindo. A pessoa busca conhecer os fundamentos do ativo, acompanhar o mercado, fazer análises técnicas e realizar os trades com um pouco mais de certeza sobre o que pode acontecer com seu patrimônio. 

É claro que, nenhum indicador ou análise técnica é capaz de fornecer com certeza e exatidão o que acontecerá com o ativo naquele período, mas conseguem fornecer uma previsão. No caso das criptomoedas, isso é ainda mais delicado, uma vez que são extremamente voláteis e conseguem variar seus preços muito rapidamente, tornando ainda mais difícil o trabalho do trader.

Porém, na especulação, o investidor não precisa se preocupar tanto com análises e em obter conhecimentos profundos sobre o ativo em que se está investindo. Principalmente pelo fato de estar apostando em um retorno a curto prazo. Além de ser uma operação com maior grau de risco, justamente pelo fato de o trader operar em um cenário de incertezas e maior agressividade.

Para ficar ainda mais claro, vamos retomar o exemplo da Dogecoin. É comum entre os traders de criptomoedas afirmarem que a Dogecoin é uma moeda, sobretudo, especulativa, ou seja, acreditam que a melhor forma de investir na moeda é especulando sobre seus movimentos no mercado. 

O motivo por trás dessa afirmação é que a Dogecoin é uma criptomoeda que não apresenta nenhum tipo de inovação tecnológica, e também não entrega nenhuma solução inovadora para o setor institucional, como muitas outras criptos fazem. Sua emissão também é menos controlada, o que pode impactar seu valor no longo prazo.

Essas inovações ajudam a manter as moedas sempre com alta demanda pelo setor, o que impacta diretamente na sua valorização, e também atrai mais investidores pessoa física, com a promessa de uma valorização contínua da moeda, com o passar do tempo. De certa forma, traz uma segurança maior para a moeda e a torna mais competitiva, num mercado de mais de 7 mil altcoins.

Mas então, se a Doge não tem essas características como ela se mantém no mercado e consegue se valorizar? A resposta é justamente a especulação!

A moeda conquistou o interesse de muitos investidores, inclusive, de grandes personalidades do mercado de investimentos como Elon Musk e Mark Cuban, além da sua ativa comunidade de fãs. Portanto, as movimentações da Dogecoin dependem muito da especulação dessas pessoas, que ajudam a mantê-la competitiva no mercado. 

É justamente por meio desse buzz gerado em torno da moeda pelas pessoas que investem nela, que acontecem as valorizações. Um grande exemplo disso é o evento que foi chamado de Doge Day, quando os investidores ávidos da moeda fizeram um compromisso de tentar levá-la à US$1. Infelizmente eles não conseguiram alcançar o valor, mas deixaram marcado como essa especulação em conjunto pode ser forte e importante para as criptomoedas.

Outro exemplo que podemos citar são as constantes declarações de Elon Musk no twitter em favor à Dogecoin. O bilionário tem uma rede com mais de 45 milhões de seguidores e um tweet seu é capaz de elevar a cotação da moeda em segundos, como aconteceu diversas vezes em 2020 e início de 2021. O que Musk está fazendo é simplesmente aumentar a especulação em cima da cripto, deixando os investidores animados e comprando cada vez mais.

Quais as vantagens da especulação financeira?

As principais vantagens da especulação giram em torno justamente de suas principais características, que é o retorno mais rápido e um lucro acima da média. Como a especulação acontece em trades de curto prazo, os ganhos rápidos são o foco total da operação.

Além disso, para especular, podem ser dispensáveis estudos intensos sobre os fundamentos do ativo ou da empresa (em caso de títulos e ações), uma vez que este tipo de análise, fundamentalista, é mais indicada para os trades a longo prazo. 

A especulação também é muito importante para o mercado em si, pois a compra e venda dos ativos, de maneira mais frequente e rápida, contribui para manter a dinâmica e liquidez do mercado. Além, é claro, de contribuir para a manutenção do equilíbrio entre forças compradora e vendedora, sendo uma prática fundamental para o mercado.

Como saber se a especulação é para você? É muito importante fazer uma auto avaliação sobre quais são seus objetivos para com os investimentos, por quanto tempo você está disposto a investir, qual a sua disponibilidade diária para se dedicar à atividade e quais são suas prioridades no investimento, em relação à segurança do seu patrimônio, rendimento e capacidade de suportar riscos. 

Em outras palavras, é necessário descobrir qual é o seu perfil de investidor e alinhar suas estratégias aos seus objetivos finais.

Mais nesta categoria
CONTEÚDO PRODUZIDO POR
Essas análises são de responsabilidade da Mercurius e não são uma recomendação de investimento.
Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo
Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações pela Coinext.
Obrigado! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Oops! Revise seu email e insira um válido.
Concorra a Bitcoins e R$10.000 em prêmios!
Participe da Promoção Indique e Ganhe. Compartilhe seu link de afiliados com amigos e concorra automaticamente.
SAIBA MAIS
Feedback