Tudo sobre Polkadot

A Polkadot é uma plataforma de blockchain cujas principais funcionalidades são voltadas para proporcionar uma rede com foco em comunicação entre diferentes blockchains e aplicações descentralizadas. A criptomoeda nativa da rede funciona como uma espécie de combustível para a mesma, de uma forma semelhante ao token ETH na rede Ethereum.

Bitcoin (BTC)
Ethereum (ETH)
Litecoin (LTC)
Ripple (XRP)
Bitcoin Cash (BCH)
Tether Dólar (USDT)
Cardano (ADA)
Chainlink (LINK)
Stellar (XLM)
Dogecoin (DOGE)
EOS
Axie Infinity (AXS)
Chiliz (CHZ)
SushiSwap (SUSHI)
USD Coin (USDC)
Binance Coin (BNB)
Smooth L. Potion (SLP)
Uniswap (UNI)
Polkadot (DOT)
PancakeSwap (CAKE)
Shiba Inu Coin (SHIB)

O que é Polkadot (DOT)

Redação Coinext

A Polkadot é uma plataforma de blockchain, de código aberto, cujas principais funcionalidades são voltadas para proporcionar uma rede com foco em comunicação entre diferentes blockchains e aplicações descentralizadas. Além disso, seu diferencial é o fato de que as redes conectadas à Polkadot podem ser customizadas de acordo com a necessidade de quem está desenvolvendo essas soluções.

Até setembro de 2021, a Polkadot possuía um montante de aproximadamente 32 bilhões de dólares em capitalização de mercado, e de janeiro até setembro do mesmo ano a cripto apresentou uma valorização de 510%. 

A Polkadot atua diretamente no que é chamado no mundo cripto de solução de camada zero, uma vez que ela em si é uma parte que vem antes das próprias blockchains às quais ela pretende conectar e facilitar o desenvolvimento. A plataforma visa oferecer uma solução que interconecta diferentes blockchains e aplicações descentralizadas, se tornando um centro de desenvolvimento de novas cadeias.

Além disso, os objetivos da Polkadot também envolvem a criação de uma rede escalável e eficiente, que pretende elevar a velocidade da validação das transações e a quantidade de transações por segundo que a rede suporta, sem congestioná-la.

E claro, para viabilizar todo este complexo sistema existe o token DOT, nativo da rede. O token adota o papel de criptomoeda, uma vez que foi inserido no sistema das Finanças Descentralizadas, possui sua própria rede blockchain e tem importantes funções de manter os investidores engajados no projeto.

Como surgiu a Polkadot (DOT)

A Polkadot surgiu por meio de uma das principais figuras do universo cripto, Gavin Wood. Wood ficou conhecido por ser um dos principais desenvolvedores da Ethereum, e trabalhou ao lado de VItalik Buterin, o desenvolvedor líder da cripto, criando a linguagem de codificação Solidity, dos contratos inteligentes da Ethereum. Wood decidiu sair em janeiro de 2016, a fim de iniciar seu próprio projeto. Além dele, os principais nomes por trás da Polkadot são Robert Habermeier e Peter Czaban.

Por ter vivenciado de perto a criação da Ethereum, Wood conhecia suas limitações e queria resolver justamente estes pontos, em especial a comunicação entre diferentes sistemas e blockchains (interoperabilidade), a velocidade do processamento de transações e a quantidade de transações por segundo que a rede suporta. Em outubro de 2016 já estava lançado o whitepaper da plataforma, documento oficial que explica seu conceito e funcionamento de forma objetiva.

Até outubro de 2017, Wood financiou seu projeto por meio de suas outras empresas, principalmente a Parity e a Web 3 Foundation, instituições nas quais ele era líder. Porém, após 2017 foi necessário o lançamento de um ICO, Oferta Inicial de Moedas, para o trazer  mais recursos para o projeto. O seu ICO foi um sucesso e foram levantados cerca de 147 milhões de dólares.

Após isso, o lançamento oficial da criptomoeda Polkadot se deu em maio de 2020, e com pouco mais de um ano de existência, sua performance já tem impressionado investidores e especialistas do mundo cripto.


Leganda: Gavin Wood, co fundador da Ethereum e desenvolvedor principal da Polkadot. Fonte: Crypto Economy 


Como funciona o Polkadot (DOT)

A tecnologia blockchain é disruptiva e revolucionária, e assim como qualquer outra, à medida que sua usabilidade pela sociedade aumentou, foi possível perceber certas limitações da mesma, e uma delas foi a sua não capacidade de se comunicar com diferentes blockchains. Por este motivo, a Polkadot buscou uma solução para a interoperabilidade entre diferentes cadeias, ou seja, a comunicação entre os diferentes sistemas, proporcionando maior troca de dados e informações, consequentemente criando aplicações e serviços descentralizados mais completos.

Um dos principais conceitos relacionados à Polkadot é o Web 3.0, que basicamente é a próxima geração de tecnologia da Internet. Esta terceira geração da Internet é aquela voltada ao uso de máquinas e inteligências artificiais, cujo objetivo principal é criar sites e aplicativos da web mais inteligentes e interconectados entre si, capazes de captar, processar e compreender informações e dados, sobretudo sobre o comportamento do usuário na rede.

Dessa forma, por meio de técnicas de Inteligência Artificial e machine learning (aprendizado de máquinas), a Web 3.0 busca oferecer ao usuário informações cada vez mais personalizadas e relevantes, de acordo com seu comportamento online. Como a Polkadot pretende criar uma plataforma que facilite a comunicação entre diferentes sistemas, incluindo aplicativos descentralizados, ela influenciará bastante nessa área da tecnologia. Inclusive, por este motivo, investidores e instituições têm apostado bastante no projeto.

A cadeia principal da Polkadot é chamada de Relay Chain, enquanto as blockchains individuais que são desenvolvidas em seu ecossistema são chamadas de parachains, na tradução livre do inglês, blockchains paralelas.

Parachains

Essas parachains podem ser criadas por qualquer desenvolvedor e com qualquer intuito, seja um indivíduo ou uma empresa. Elas são criadas de maneira personalizada por meio de uma estrutura própria para a criação de criptomoedas e aplicações descentralizadas, chamada de Substrate. Depois de criada, essa parachain se conecta à rede principal Polkadot e assim usufrui de sua interoperabilidade com as demais parachains da rede. 

Com essa inovação, a criação de novos produtos e serviços entre cadeias (cross-chain) deverá ficar bem mais simples e otimizada. Até então, transferir dados ou ativos entre diferentes redes blockchains em grandes quantidades não era possível.

Para manter o sistema funcionando com efetividade, a Polkadot tem seu próprio processo de validação e proteção dos dados e transações que ocorrem na rede. Esse processo é gerenciado por um conjunto de validadores, que também têm a função de equilibrar e distribuir as transações entre as parachains conectadas, para não congestionar a rede e escalar os serviços.

A criptomoeda DOT, nativa da rede, funciona como uma espécie de combustível para a mesma, de uma forma semelhante ao token Ether (ETH), da rede Ethereum. O DOT foi desenvolvido com algumas funções específicas que ajudam a manter o sistema funcionando, as principais são o staking e o bonding, que vamos aprofundar no próximo tópico.

Para que serve

Sobre a plataforma de blockchain Polkadot, sua principal função é viabilizar a comunicação entre diferentes sistemas e redes de blockchain, transferindo e validando dados e ativos. 

Em relação ao token DOT, ele possui diversas funções associadas ao funcionamento da rede, principalmente as duas funções citadas acima: o staking e o bonding. 

O staking é a ação de investidores comprarem os ativos e segurá-los, sem fazer trade. Essa estratégia, quando visa somente o lucro com a valorização a longo prazo do ativo, é chamada de HODL, enquanto os usuários são chamados de holders, uma alusão à palavra hold, que em inglês, é segurar. Porém, quando a criptomoeda em questão oferece algum benefício em troca do investidor segurar esses ativos, a prática é chamada de staking. 

Na Polkadot, o staking pode obter diferentes tipos de funções, aqui neste artigo vamos passar pelas principais. 

Staking

A primeira função e de maior destaque do staking do DOT é a governança sobre a plataforma. Ou seja, os investidores que compram o DOT e o seguram (holders) ganham com isso poder de voto e participação ativa nas decisões do projeto. Neste caso, a governança envolve decisões a respeito de taxas de trade, atualizações e melhorias gerais da rede, implantação ou remoção de parachains, e por aí vai.

Uma segunda função do staking do DOT é manter a rede funcionando sempre em consenso, e a comunidade seguindo todas as regras, também por meio de uma prática conhecida como staking honesto. Os holders da rede são incentivados a seguir as regras do projeto à risca, se fogem disso ou se agirem de maneira mal intencionada, podem perder todo o valor que possuem em staking.

E a terceira função principal da cripto DOT é o bonding, que numa tradução direta pode ser compreendido como ligação, conexão, ou criação de vínculos. Para que uma parachain seja conectada à Polkadot, os tokens DOT passam por este processo de bonding. Enquanto o processo ocorre, o DOT vinculado à esta parachain permanece bloqueado por um período de tempo, sendo liberado quando o bonding termina e a parachain é removida do sistema.

Além dessas, existem mais funções para os detentores de token DOT, como a validação das transações, participação ativa do consenso, coleta e auditoria de informações vindas de outras blockchains, dentre outras que oferecem recompensas aos detentores. 

Principais vantagens da Polkadot (DOT)

As principais vantagens da Polkadot são voltadas para as suas soluções inovadoras para certas questões limitantes da tecnologia blockchain, sobretudo a capacidade de explorar e se comunicar com diferentes blockchains, como a do Bitcoin e Ethereum por exemplo, as maiores criptomoedas do mundo atualmente. 

Do ponto de vista do interesse institucional, ou seja, de empresas que possam usufruir das inovações da Polkadot, sua solução traz uma perspectiva muito promissora, pois explora justamente uma questão que ainda apresentava dificuldade para as empresas. 

A Polkadot atua como uma rede multichain, ou seja, de múltiplas cadeias, e viabiliza transações em paralelo entre diferentes cadeias individuais. Especialistas afirmam que um processamento de transações em paralelo representa um grande avanço para o mercado cripto  e para a tecnologia blockchain. 

Outras iniciativas privadas podendo usar a rede Polkadot para construir serviços e produtos descentralizados, que conversem e compartilhem dados entre si, e ainda podendo ser customizados de acordo com o que a empresa quer, nos faz acreditar que é somente uma questão de tempo para que o projeto ganhe notoriedade e valorização expressiva. 

Na Polkadot cada projeto de parachain pode ser construído de acordo com suas necessidades e suas exigências individuais, com design e funcionalidades específicas. Com o apoio do Substrate, os desenvolvedores conseguem adaptar suas cadeias individuais, o que traz grande valia para a rede de maneira geral.

Diferenciais: o que torna a Polkadot única 

Como podemos perceber, o que destaca a Polkadot é sua rede multichain e sua interoperabilidade com as maiores criptomoedas e com outros sistemas. Com isso, importantes iniciativas estão buscando essa conexão com a Polkadot e se hospedando na rede. 

De acordo com o portal Cryptodiffer, no início de setembro de 2021 alguns dos principais projetos hospedados na Polkadot são bem ambiciosos.

O  Energy Web,  é um projeto para trazer uma solução hipocarbónica de eletricidade focada em seus consumidores, além de permitir que outros desenvolvedores criem aplicativos descentralizados (dApp) voltados para o setor de energia.



Outro projeto bem famoso é o protocolo Ocean, uma solução para desenvolvedores que precisem de marketplaces descentralizados para troca de dados com outros aplicativos.  Assim, a rede consegue cruzar dados comportamentais de seus usuários quando este navegam em outras redes conectadas à Polkadot, e oferecem os produtos ou serviços que mais se encaixam nos resultados deste cruzamento de informações.



E ainda temos o projeto que talvez seja o mais conhecido, o protocolo Mantra DAO, uma plataforma de finanças descentralizadas cujas principais funções do token nativo OM são governança, staking e empréstimos. Os detentores do token, além da governança, são recompensados por meio de um mecanismo de reputação específico da rede. A plataforma em si conta com soluções com outras funcionalidades ligadas à Web 3.0, ou seja, pensando sobretudo em como utilizar dados e informações dos usuários para oferecer-lhes serviços e produtos personalizados, de acordo com seus comportamentos na rede.


Estes são apenas alguns exemplos para que você entenda um pouco mais sobre o potencial da rede Polkadot e seu impacto para as Finanças Descentralizadas. Afinal, toda demanda que a rede consegue suprir, oferecendo soluções únicas, reflete diretamente no preço de seu token DOT. 

É possível minerar Polkadot (DOT)?

A criptomoeda não é possível de ser minerada. As informações que se tem a respeito do fornecimento de tokens DOT são restritas e concentradas no processo de redenominação que a rede passou em 2020.

A plataforma possui atualmente 1 bilhão de tokens em circulação no mercado, número que foi alcançado após a redenominação da rede, que aconteceu em agosto de 2020, após uma votação da comunidade.Essa redenominação determinou que a circulação do token DOT iria ser inflada em 10 vezes, aumentando os DOTs a quantidade de tokens de 10 milhões para 1 bilhão, elevando consideravelmente sua capitalização de mercado. 

O processo foi feito também com o intuito de aumentar a liquidez da criptomoeda e torná-la mais acessível. Quando a proposta foi aceita, a DOT passou a crescer significativamente no mercado cripto. 

Como comprar Polkadot (DOT)

Corretora

A primeira forma de investir em DOT é também o meio mais seguro e confiável, através de uma corretora como a Coinext.

Nesta opção, a corretora faz todo o processo de intermediação das transações entre as partes envolvidas, além de disponibilizar sua própria carteira virtual para armazenamento das suas criptomoedas. Também oferece uma interface mais completa, com outras opções de moedas, diferentes tipos de operações e dados  importantes que podem ajudar o trader a ter um investimento de sucesso.

A Coinext oferece uma plataforma segura e fácil de utilizar para você negociar as melhores criptomoedas do mercado.

Abra sua conta grátis para comprar tokens DOT hoje mesmo.

Distribuição de tokens

A segunda forma é por meio da distribuição dos tokens pelos processos internos de staking  da Polkadot, que podem incluir validação de transações ou de dados captados das outras blockchains, a questão da governança, da seleção dos validadores confiáveis e demais funções do token que recompensam os detentores.  

P2P (peer-to-peer)

A terceira forma é por meio do processo P2P, peer-to-peer, que é basicamente uma forma realizar transações diretamente com a outra parte envolvida, não se faz o uso de um intermediário, como uma corretora. O risco deste tipo de transação é que não há garantias de que você receberá seus tokens ou seu dinheiro, uma vez que a relação entre as partes é puramente na base da confiança.

Onde guardar

Conforme dito acima, caso você adquira suas moedas em uma corretora, há a possibilidade de armazená-las diretamente no site da corretora. Porém também existe a possibilidade de guardar as moedas em carteiras, que podem ser digitais ou físicas.

Existem diferentes formatos de carteiras:

  • online, que armazenam os dados na nuvem;
  • mobile (apps) para celulares;
  • software (desktop) para computadores;
  • hardware (offline) usualmente em dispositivos USB;
  • papel (paper) usualmente impressas em placas de metal.

Estas carteiras podem ser classificadas em quente (hot), quando estão conectadas à internet e dependem desta conexão, e frias (cold), carteiras desconectadas da rede.

As principais carteiras virtuais que aceitam o token DOT, de acordo com sugestões do site oficial da cripto são:

  • Exodus
  • Parity Signer 
  • Polkadot-js
  • Polkadot Desktop

Quanto vale um DOT hoje?

As principais movimentações no preço da criptomoeda ocorreram de fato a partir de 2020. Até então, seu preço oscilava entre US$2,94 e US$9,22. 

A partir de janeiro de 2021 a cripto entrou numa tendência de alta que perdurou até maio do mesmo ano. O token foi se valorizando gradualmente até atingir em fevereiro a sua máxima histórica, sendo cotado a US$39,37, uma valorização de aproximadamente 211,6% em comparação com o maior valor do mês anterior (janeiro 2021). 

Após isso, no final de março, a criptomoeda teve um leve recuo, voltando até US$30,57. O recuo foi momentâneo e na verdade serviu de impulso, pois logo depois a DOT voltou para uma tendência de alta, chegando a uma nova máxima histórica em US$45,61, no início de abril. 

Depois, seguiu o mesmo padrão da última máxima histórica, recuando um pouco, pegando impulso e alcançando uma terceira máxima histórica, ainda maior que a segunda, sendo cotado a US$47,33, em meados de maio. Em seguida, acompanhando o Bitcoin e outras criptomoedas, a DOT recuou e entrou em uma tendência de baixa durante os meses de junho e julho, alcançando US$11.

Mas, a cripto desde então vem se recuperando e voltou a ter expressivas valorizações, voltando a ser cotada acima dos US$30, permanecendo na faixa entre os US$33 e US$37. Atualmente, seu valor está em torno de US$28,08. 

O gráfico abaixo, retirado do portal Coingecko, demonstra todo esse percurso junto dos dados de volumes transacionais com a cripto.

Gráfico 

Na Coinext dispomos das avançadas ferramentas de análise técnica para os usuários através do TradingView. É possível utilizar estratégias de Bollinger, Médias Móveis, MACD, Estocástico, RSI, IFR, entre outros.

Acesse sua conta Coinext para acessar o gráfico completo do token DOT.

Que tal começar a investir agora?
Abra sua conta Coinext. É rápido e grátis!
Abrir minha conta
Você pode se interessar também...
Feedback